in

Mercadona vai abrir mais nove supermercados em 2021

A Mercadona avança com o seu plano de expansão em Portugal, primeiro país escolhido na estratégia de internacionalização da empresa. Para o presente ano de 2021, irá abrir as portas de mais nove supermercados, localizados na região norte de Portugal, nos distritos de Aveiro, Braga e Porto.

Para a abertura dos novos supermercados, a empresa irá criar mais de 500 novos empregos, com contrato efetivo desde o primeiro dia de trabalho. Para isso, já se encontra a recrutar para estas lojas e todos os interessados podem visitar a secção de emprego no site e enviar a sua candidatura. Estes colaboradores juntam-se aos mais de 1.700 portugueses que já trabalham na Mercadona.

No distrito do Porto, os cinco novos supermercados irão situar-se no Porto (Rua Diogo Botelho), Matosinhos (Rua Óscar da Silva e Rua Veloso Salgado – Leça da Palmeira – Junto à Exponor), Vila do Conde (Av. General Humberto Delgado), Felgueiras (Rua Dom Manuel I, junto ao Estádio Dr. Machado de Matos) e em Valongo (Av. Oliveira Zina).

No distrito de Aveiro, dois novos supermercados Mercadona irão localizar-se em Espinho (Rua 19, junto ao acesso a A29) e em Santa Maria da Feira (Rua de Santo André).

Por último, no distrito de Braga, duas aberturas: Guimarães (Freguesia de Silvares – N206 – Junto à igreja de Silvares) e em Famalicão (Rua S. Julião – junto ao Estádio Municipal).

Mercadona

Novo modelo de loja eficiente

Estas lojas responderão ao novo modelo de loja eficiente, com uma área de vendas com aproximadamente 1.900 metros quadrados. Destaque também para o facto de que todos os supermercados com abertura prevista para 2021 já terem implementado o conceito de loja 6.25.

Este conceito de loja, inserido na Estratégia 6.25, pretende transmitir aos clientes e colaboradores as ações que estão a ser levadas a cabo em relação à redução de plásticos e à gestão de resíduos, permitindo, deste modo, ouvir os comentários dos clientes no terreno.

Publicidade

Hair Food

L’Oréal obrigada a mudar embalagem da gama Hair Food

Campari

Faturação da Campari desce 3,8% em 2020