in

Mercadona acelera a redução do plástico nos dois anos através da sua Estratégia 6.25

A Mercadona, além de reforçar os seus sistemas já consolidados de reutilização e reciclagem de embalagens comerciais, está a desenvolver a Estratégia 6.25 para a redução do plástico e a gestão adequada dos resíduos.

A estratégia consiste em seis ações concretas para alcançar, em 2025, um triplo objetivo: reduzir 25% do plástico nas suas embalagens, que todas as embalagens de plástico sejam recicláveis e reciclar todos os resíduos de plástico gerados nos seus processos.

Com este objetivo, a Mercadona já eliminou os sacos de plástico de utilização única em todas as secções, substituindo-os por sacos compostáveis de origem vegetal (menos 3.200 toneladas ap ano). A empresa também eliminou os produtos descartáveis de plástico de utilização única, que foram substituídos por outros fabricados com materiais mais amigos do ambiente (menos três mil toneladas ao ano).

 

Redução do plástico

A Mercadona está comprometida com a redução de plástico nas embalagens de marca própria através de diferentes estratégias, como a eliminação de plástico que não acrescenta valor, a sua substituição por outros materiais (desde que não afete a qualidade e a segurança alimentar), a redução, reutilização ou incorporação de material reciclado na sua composição para reduzir o uso de materiais virgens e fomentar a economia circular. Alguns dos exemplos mais recentes são o Azeite Virgem Extra em spray, onde o “sleever” de plástico foi eliminado (menos 65 toneladas ao ano) e a família completa de pizzas em formato duplo, em que a nova embalagem contempla uma redução de 23% de plástico (menos 170 toneladas ao ano).

Outros exemplos são aqueles em que o plástico foi substituído por outros materiais, como é o caso do molho Thai Chili, que passa de uma embalagem de plástico para uma de vidro (menos 33 toneladas ao ano), o Creme de avelã-cacau (menos 97 toneladas ao ano) e as maioneses (menos 774 toneladas ano) ou o caso dos Ambientadores para automóveis, que são agora feitos de cartão (menos 27 toneladas ao ano).

Outra das estratégias da empresa para reduzir a utilização de plástico virgem é a incorporação de material reciclado nas embalagens, dando, assim, uma segunda vida às matérias-primas. Exemplo disso são as embalagens do Papel de Cozinha e do Papel Higiénico, nas quais se incorporou 33% de plástico reciclado (menos 174 e menos 421 toneladas ao ano, respetivamente).

 

Reciclagem das embalagens

Igualmente, a insígnia e os seus fornecedores estão ainda a melhorar a reciclabilidade das embalagens, como acontece com a família de Papas de fruta variada, agora com embalagem reciclável de monomaterial, ou as Batatas bravas, nas quais se substituiu a base preta da embalagem por uma transparente que facilita a deteção ótica na estação de triagem, uma vez depositada no contentor amarelo, um passo antes da reciclagem.

Além disso, a empresa está empenhada na reutilização de embalagens através de “refillers”, tais como o Sabão para as mãos e Cremes para o rosto Regen e Prevent, evitando assim a utilização de 90 toneladas de plástico virgem.

A empresa continua a melhorar progressivamente a informação que proporciona nas embalagens sobre reciclagem (pictogramas), com o objetivo de ajudar os seus clientes a separar corretamente os resíduos para a sua posterior reciclagem, tanto nas lojas como em casa.

 

Investimento de 140 milhões de euros

Nos últimos dois anos, a Mercadona trabalhou para realizar as duas primeiras ações da Estratégia e para cumprir o seu compromisso de transformar todas as suas lojas em Lojas 6.25 em menos de um ano, o que representou um investimento de 30 milhões de euros.

O desenvolvimento da Estratégia 6.25 implica mudanças em diferentes processos, desde a reformulação das embalagens do futuro, em coordenação com os fornecedores, até à adaptação de lojas e logística, o processo de gestão de resíduos, entre outros aspetos. É um plano ambicioso, transversal a todas as áreas da empresa, razão pela qual a Mercadona prevê investir mais de 140 milhões de euros, até 2025, para levar a cabo todas as ações.

 

Mercadona

cartões

Consumo estrangeiro em Portugal dispara mais de 80% este verão

Henkel

Henkel inaugura novo Inspiration Center de Adhesive Technologies