in ,

Mercado global de smartphones recondicionados cresce 15%

Foto Shutterstock

O mercado global de smartphones secundários registou um aumento da procura e da oferta em 2021. Mesmo com os novos smartphones a crescerem 4,5%, em 2021, os volumes de smartphones recondicionados testemunharam um crescimento de 15%, de acordo com a Counterpoint Research.

Com os preços dos novos smartphones de topo a manterem-se elevados, uma maior fatia de consumidores considerou comprar modelos recondicionados de marcas populares, como a Apple e a Samsung. Paralelamente, à medida que a sustentabilidade se reforça em importância, os consumidores são expostos a mais benefícios de escolher um dispositivo em segunda mão.

Potencial de crescimento

A sensibilização dos clientes para smartphones recondicionados aumentou durante o ano de 2021. “Estamos a assistir a um aumento dos volumes de recondicionados em mercados em desenvolvimento, como a China, Índia, América Latina, sudeste asiático e África. Estes mercados vão crescer mais, uma vez que têm muitos negócios desorganizados e uma grande demografia rural ainda por capturar. Os preços médios de venda de smartphones recondicionados aumentaram ligeiramente, uma vez que os dispositivos 4G ainda mantiveram valor”, comenta Glen Cardoza, analista sénior da Counterpoint Research.

A América Latina e a Índia lideram com as taxas de crescimento mais elevadas, com 29% e 25%, respetivamente.  Mesmo as regiões dos Estados Unidos da América, China e Europa têm mostrado um forte crescimento dos volumes, a partir de 2020. “Os mercados da Índia e da América Latina registaram as taxas de crescimento mais elevadas, em 2021, e têm também o maior potencial de crescimento nos próximos anos”, reforça Jeff Fieldhack, diretor de investigação da Counterpoint Research.

Dinâmica

Em 2020, houve escassez de oferta no mercado secundário, devido aos bloqueios da Covid-19 e outras perturbações na cadeia de abastecimento. Mas o mercado voltou a crescer em 2021. Há grande apetite dos consumidores pelos modelos-bandeira e os mais recentes têm os preços mais elevados. “O mercado secundário oferece aos consumidores a capacidade de aceder a estes dispositivos a preços médios de venda 60% inferiores às novas versões. A melhoria da durabilidade e a elevada qualidade dos modelos-bandeira tornam-nos muito apelativos no mercado secundário“, acrescenta Jeff Fieldhack.

Na União Europeia, as iniciativas governamentais estão a ajudar as vendas de dispositivos recondicionados e as operadoras estão também a e esforçar-se por incentivar os dispositivos secundários, dados os seus objetivos de redução de resíduos eletrónicos.

 

Sustentabilidade

Há um foco renovado em atividades da cadeia de valor como a reparação, mais predominante em mercados maduros, como os Estados Unidos da América, a Europa e o Japão. Devido à dinâmica do movimento “Direito à Reparação”, há muitos novos operadores a entrar nestes mercados. As empresas que operam na área dos equipamentos recondicionados em mercados maduros veem a reparação de forma diferente, como uma atividade de valor acrescentado.

Publicidade

Guylian

Guylian relança-se em Portugal e escolhe Ferbar como novo distribuidor nacional

pesca sustentável

Pesca sustentável e conservação dos oceanos recebem um incentivo de 1 milhão de euros