in

Massimo Zanetti passa do lucro ao prejuízo

Foto monticello/Shutterstock

O Massimo Zanetti Beverage Group (MZBG) fechou os primeiros nove meses do seu ano fiscal com um prejuízo de 20,5 milhões de euros, o que compara com o lucro de 8,1 milhões de euros reportado no homólogo de 2019.

Numa base consolidada, as vendas do grupo torrefator desceram 8,4%, para os 610,6 milhões de euros.

O MZBG atribui esta descida a uma queda de 6,7% nas vendas de café torrado, devido à pandemia de Covid-19. De facto, o grupo italiano viu as suas vendas no canal de “foodservice” caírem 33,3%, para os 106,9 milhões de euros, um desempenho apenas muito parcialmente compensado pela subida de 8,4% nas vendas no canal alimentar, para os 256,67 milhões de euros.

Na região da América, as vendas aumentaram 6,4%, embora os volumes tenham caído 3,8%. No norte da Europa, os volumes cresceram 0,6%, devido ao desempenho positivo do canal alimentar, enquanto o sul da Europa sofreu uma queda de 15,1%, impactado pela evolução negativa no “foodservice” e nas marcas próprias.

 

Perspetivas

Massimo Zanetti, chairman do MZBG, avança que as perspetivas quanto ao futuro estão rodeadas de incerteza, sobretudo à luz das mais recentes vagas de contágio, que já levaram a confinamentos seletivos em vários mercados.

O grupo tem vindo a implementar medidas de contenção dos custos em todas as geografias onde está presente. Como resultado da situação epidemiológica, Massimo Zanetti entende que o último trimestre poderá vir a ser “fortemente influenciado pela emergência sanitária e as restrições operacionais necessárias para conter a sua disseminação, o que torna qualquer tipo de perspetivas extremamente complexas”.

Publicidade

Agricultura

União Europeia adia aplicação do diploma da agricultura ecológica

glovo

Glovo expande parceria com a Worten