in ,

Makro admite abrir mais lojas em Portugal

A Makro poderá abrir mais lojas em Portugal, embora ainda não haja uma data prevista. Assim o admitiu Olaf Koch, presidente executivo da Metro AG, grupo que detém a Makro, numa entrevista à agência Lusa.

Atualmente, a Makro possui 10 lojas em Portugal. “Penso que não há nenhuma razão para não abrir mais lojas”, indicou, sustentando, contudo, que antes disso é necessário esgotar a capacidade das já existentes. “Se a capacidade for ultrapassada devido ao crescimento, iremos investir em novas lojas”.

Questionado sobre a localização das mesmas, Olaf Koch disso que a decisão caberá a David Antunes. O responsável máximo da Makro em Portugal indicou, por sua vez, a zona da Covilhã e a Madeira como zonas que, potencialmente, podem vir a ter lojas Makro.

A cadeia grossista está focada, em termos de investimento, na melhoria da qualidade do serviço que presta aos clientes. Sem adiantar valores, David Antunes aludiu ao reforço das equipas, com a operação portuguesa a contratar, desde 2017, 225 pessoas, e o investimento em competências.

As perspetivas para o mercado português nos próximos três anos são animadoras para Olaf Koch. O gestor confirmou o aumento consistente das receitas anuais em Portugal e a aproximação da meta dos 400 milhões de euros de faturação. “Vamos tentar chegar aos 400 milhões ainda este ano”, ou, o mais tardar, em 2020.

No ano fiscal 2017/2018, terminado em setembro, a faturação da Makro em Portugal atingiu os 379 milhões de euros, num crescimento de 4%.

Publicidade

Publicidade

Carne verdadeira será a minoria em 2040

Nestlé vai introduzir o sistema Nutri-Score até final do ano