in

Carne verdadeira será a minoria em 2040

Foto Shutterstock

Um estudo da A.T. Kearney indica que o consumo mundial total de carne irá evoluir maioritariamente no sentido da carne produzida em laboratório e das suas alternativas, nos próximos 20 anos. A quota da carne verdadeira cairá para 40%.

Basta uma célula de um animal vivo para fazer crescer a carne em ambiente laboratorial, sem que se produza qualquer desperdício. Os primeiros produtos comerciais utilizando esta técnica deverão estar disponíveis em um a dois anos.

Os especialistas da indústria alimentar consideram que o atual sistema de produção de carne não é sustentável, já que 46% da área cultivada é usada na alimentação do gado, embora a carne apenas represente 7% de todas as calorias produzidas a nível mundial. A pressão nos recursos naturais está a aumentar, especialmente tendo em conta o expectável crescimento da população mundial em 50% nos próximos 30 anos.

Publicidade

Queda nos lucros leva H&M a abrir menos lojas

Makro admite abrir mais lojas em Portugal