in ,

L’Oréal recorre aos drones para a gestão de stock

A Cosmétique Active International (CAI), a central logística do Grupo L’Oréal, está a recorrer aos drones para a sua gestão de inventário, nas suas instalações em Vichy, em França.

A solução escolhida foi o drone autónomo Eyesee do Hardis Group, que vem permitir uma maior eficácia na tarefa de balanço anual, reduzindo o tempo dedicado em três vezes e permitindo que as equipas se concentrem em atividades de maior valor acrescentado.

A central logística recebe os produtos terminados das fábricas do grupo, armazena-os e envia-os para as 50 filiais em todo o mundo. Com capacidade para 25 mil paletes, até aqui, a CAI fazia o inventário anual utilizando cerca de 10 plataformas elevatórias. “Com esta nova solução, não temos quer parar a atividade da central durante três dias para fazer o inventário anual e podemos oferecer um melhor serviço aos nossos clientes durante esse período, preservando, além disso, a segurança dos nossos funcionários”, afirma Guillaume Bosselin, diretor da central logística.

Publicidade

Publicidade

Sony retira sede do Reino Unido para evitar a disrupção causada pelo Brexit

Estados Unidos perto de perder o estatuto de maior mercado de retalho do mundo