in

José Maria da Fonseca é o primeiro produtor de vinho português com certificação FAIR’N GREEN

A José Maria da Fonseca é o primeiro produtor de vinho português a obter a certificação em sustentabilidade FAIR’N GREEN. Esta certificação começou com um projeto entre produtores de vinho alemães, em 2013, mas já certificou quase 100 empresas em sete países. 

A sustentabilidade faz parte do DNA da José Maria da Fonseca, há várias décadas. Por ser uma empresa de sete gerações, vemos a sustentabilidade como a única forma de as próximas gerações da família terem uma empresa viável e gerida com responsabilidade nas áreas de meio ambiente, social e económica. Com base na nossa filosofia como empresa, era lógico expandirmos para uma certificação de sustentabilidade holística, que nos ajuda a melhorar sistematicamente ao longo do tempo”, explica António Soares Franco, presidente da José Maria da Fonseca.

 

FAIR’N GREEN

A José Maria da Fonseca abrange diversas marcas e a primeira referência a integrar a certificação FAIR’N GREEN é um dos seus vinhos mais emblemáticos, o Periquita Reserva. Com cerca de um milhão de litros de produção anual, este vinho é vendido no mercado interno no canal Horeca, mas também é exportado para vários países.

Damos as boas-vindas ao nosso primeiro membro português. Somos uma rede crescente de produtores de vinho inovadores e dinâmicos, que não quer somente esperar pelas decisões políticas para dar os próximos passos, mas que quer ajudar a transformar a viticultura, de forma a que esta se torne mais sustentável a partir de dentro”, explica Keith Ulrich, fundador e presidente do conselho da associação FAIR’N GREEN.

A beleza de trabalhar com todos os tipos de empresas em várias regiões e países é que podemos realmente criar novos conhecimentos: as pequenas empresas costumam ser altamente inovadoras, as grandes empresas podem trazer inovações em escala. Acreditamos firmemente que a nossa abordagem orientada para consultoria trará os melhores efeitos no longo prazo. Estamos empenhados em contribuir para a mudança no mundo real, não apenas em validar pontos de uma checklist”, finaliza Keith Ulrich.

 

Sustentabilidade

No âmbito das suas políticas e práticas sustentáveis, a José Maria da Fonseca instalou recentemente um sistema solar fotovoltaico para autoconsumo, na Quinta da Bassaqueira, em Vila Nogueira de Azeitão, que irá permitir a poupança energética de 38%. Implementado e gerido pela ENGIE Hemera, este sistema irá também evitar a emissão de 250 toneladas de CO² por ano, que equivalem a 55 hectares de floresta ou à retirada de 139 carros da estrada por ano.

A aposta da José Maria da Fonseca em práticas ambientais começou ainda antes do aparecimento das normas ambientais ISO14001, das quais a José Maria da Fonseca foi a primeira certificada no sector. Desde 1996, a José Maria da Fonseca é certificada na norma de qualidade ISO9001 e a partir de 2004 passou a seguir o referencial ISO14001. Também na área da segurança alimentar, a José Maria da Fonseca alcançou o estatuto BRC, em 2003, tendo em 2012 obtido a Certificação BRC, issue 7 (atualmente o mais avançado standard internacional na área da segurança alimentar).

Ainda na vertente ambiental, a José Maria da Fonseca mantém práticas sustentáveis como a redução de consumos de água, com objetivos e metas anuais, incluindo o tratamento e reutilização de todas as suas águas residuais, para rega dos seus espaços verdes. A empresa não faz por isso descargas da sua Estação de Tratamentos (ETAR) no meio hídrico, desde 2007.

Publicidade

BoschTechCompass

Três em cada quatro pessoas veem o progresso tecnológico como a chave para combater as alterações climáticas

Tecnologia retalho

Retalhistas vão adotar ferramentas digitais nas lojas físicas para impulsionar vendas