in

IKEA disponibiliza 26 milhões de euros para proteger afetados pelo coronavírus

Foto Shutterstock

A IKEA Retail (Grupo Ingka) anunciou um conjunto de ações para ajudar a proteger a saúde e apoiar a subsistência das pessoas afetadas pela pandemia do coronavírus, incluindo comunidades, clientes, colaboradores e parceiros.

Paralelamente, a IKEA Foundation anunciou, também, um compromisso de financiamento para apoiar os grupos de intervenção de emergência. “Na IKEA, somos guiados por uma visão simples, porém poderosa, de criar um melhor dia-a-dia para a maioria das pessoas. Faz parte do nosso negócio, seja nos momentos bons ou nos difíceis tempos que estamos a viver. O nosso foco agora é acelerar as ações que estamos a adotar para ajudar as comunidades e apoiar as pessoas e os nossos parceiros mais afetados, em todo o mundo”, afirma Jesper Brodin, CEO do Grupo Ingka.

O Grupo Ingka dá, assim, um primeiro passo para apoiar casos de emergência, ao disponibilizar um total de 26 milhões de euros em artigos, permitindo que os 30 países onde tem operação possam tomar medidas mais imediatas nas suas comunidades locais. Tendo como prioridade as necessidades de grupos de alto risco e os que lideram os esforços de assistência, o foco será fornecer artigos como camas, roupas de cama, alimentos e brinquedos para hospitais, centros médicos e centros de abrigo.

Em Portugal, a IKEA está a apoiar as instituições de saúde que estão na linha da frente do apoio aos doentes, com foco na implementação e melhoria de espaços de descanso para os profissionais de saúde.

Em todo o mundo, os negócios da IKEA já apoiam as comunidades locais de diferentes formas, através, por exemplo, da doação de móveis, máscaras e luvas para hospitais na China, Espanha e Suécia e a loja IKEA Hyderabad, na Índia, ajudou a instalar um centro de quarentena com 200 camas, roupas de cama e móveis.

A IKEA Foundation está também comprometida em disponibilizar até 10 milhões de euros para apoiar principalmente os seus parceiros que suportam comunidades em todo o mundo, em conjunto com os planos de resposta dos governos nacionais. “Ainda estamos a adaptarmo-nos a esta nova realidade, mas estamos a fazer tudo o que está ao nosso alcance para garantir a continuidade do nosso negócio no futuro e continuar a melhorar a vida das pessoas em casa. Não sabemos quando iremos ultrapassar este desafio, mas, juntos, sairemos ainda mais fortes”, conclui o CEO do Grupo Ingka.

Publicidade

smartphone

Sonae Sierra e Dott colocam lojistas online

Moda será um dos sectores mais afetados pela pandemia Covid-19