in

ID Logistics aumenta volume de negócios e melhora lucros no primeiro semestre de 2019

A ID Logistics, operador logístico internacional, apresenta os seus resultados no primeiro semestre de 2019. As suas receitas totalizaram 744,5 milhões de euros, um aumento de 10,9% (9,4% em taxas de câmbio constantes). Por outro lado, a receita operacional ordinária aumentou 31% chegando aos 19,5% milhões de euros. O lucro líquido permanece em 6,6 milhões de euros.

Eric Hémar, presidente e CEO da ID Logistics, comenta: “mantivemos o nosso desempenho financeiro ao mais alto nível no primeiro semestre de 2019, graças à forte procura dos nossos clientes por uma organização logística eficaz. Mantemos um posicionamento sólido, o que nos leva a um caminho de crescimento e aumento da rentabilidade. Aumentar o nível de satisfação do cliente, expandir o nosso portefólio e ampliar a nossa presença geográfica, permite-nos avançar firmemente em direção ao nosso objetivo.”

Principais indicadores financeiros

Em milhões de € H1 2019 H1 2019

Excl. IFRS16*

H1 2018
Receitas 744,5 744,5 680,4
EBITDA 95,3 32,6 27,5
Em % das receitas 12,8% 4,4% 4,0%
Receita operacional ordinária 19,5 17,2 14,9
Em % das receitas 2,6% 2,3% 2,2%
Lucro líquido operacional 6,6 8,2 7,4
Em % das receitas 0.9% 1,1% 1,1%
30 de junho de 2019 30 de junho de 2019

Excl. IFRS 16*

31 de dezembro de 2018
Dívida líquida 411,8 81,9 63,0
Capital próprio 196,9 198,5 189,8

Rápido crescimento da receita

As receitas da ID Logistics no primeiro semestre atingiram 744,5 milhões de euros, um aumento de 9,4% ou de 10.9%, em taxas de câmbio constantes.

  • Em França, as receitas totalizaram 394,0 milhões de euros, um aumento de 5,6% em relação ao primeiro semestre de 2018. O crescimento foi impulsionado principalmente pelos novos contratos iniciados em 2018 e no início de 2019.
  • As receitas internacionais totalizaram 395,5 milhões de euros, um aumento de 13,1% em relação ao primeiro semestre de 2018. Devido ao efeito cambial negativo e ao tratamento contabilístico para a hiperinflação na Argentina, o crescimento orgânico foi de 16,0%. A contribuição dos novos contratos mencionados, bem como os efeitos positivos de preço e volume, conseguiram compensar a grande maioria dos ventos contrários à moeda. O desempenho nos mercados internacionais foi impulsionado principalmente pela Espanha, Alemanha, Holanda e Rússia.

Aumento dos benefícios das atividades ordinárias

A ID Logistics apresentou uma clara melhoria na rentabilidade das suas operações. O lucro decorrente das atividades ordinárias alcançou 19,5 milhões de euros no primeiro semestre de 2019. Isso representa uma margem operacional de 2,6%, um aumento de 31% em relação ao mesmo período de 2018. A entrada em vigor das novas normas IFRS 16 em 2019 teve um efeito positivo neste resultado. Sem ter em consideração o efeito das novas normas IFRS, o lucro das atividades ordinárias totalizou 17,2 milhões de euros, 15,4% a mais do que no primeiro semestre de 2018.

  • Em França, a margem operacional aumentou 3,7%, incluindo o impacto das IFRS 16, face aos 3,6% registados no mesmo período de 2018. A margem operacional continuou numa melhoria progressiva, mantendo o custo dos novos contratos iniciados em 2019 sob controlo e absorvendo o impacto negativo do fim do crédito fiscal do CICE.
  • A nível internacional, a margem operacional aumentou 1,1%, sem ter em conta o impacto das IFRS 16, o que representa uma melhoria em relação ao primeiro semestre de 2018. O aumento da produtividade dos contratos existentes compensa os custos iniciais de arranque dos novos contratos, em linha com um forte crescimento dos negócios e tendo em conta os efeitos cambias desfavoráveis estimados em 0,3 milhões de euros.

O lucro líquido do primeiro semestre de 2019 diminuiu ligeiramente para 6,6 milhões de euros, em comparação com os 7,4 milhões de euros registados no primeiro semestre de 2018. Este valor exclui um efeito negativo de 1,6 milhões de euros resultante da entrada em vigor das normas IFRS 16. Sem ter em conta este último impacto, o lucro líquido é de 8,2 milhões de euros, o que representa um aumento de 10,8%.

Forte economia e estrutura financeira sólida

A melhoria registada no segundo semestre de 2018, o aumento da EBITDA e a boa gestão da tesouraria, contribuíram para aumentar a geração de liquidez. Este aumento foi aplicado em novos investimentos, que totalizaram 36,7 milhões de euros no primeiro semestre de 2019, contra 23,2 milhões de euros no ano passado. A maioria inclui investimentos em novos projetos iniciados nos últimos 12 meses ou nos 12 seguintes, com uma importante componente de automação para dar resposta à procura dos clientes.

A 30 de junho de 2019, o endividamento líquido da ID Logistics era de 81,9 milhões de euros, excluindo o efeito das IFRS 16, dos 63 milhões de euros registados a 31 de dezembro de 2018. Uma vez que os passivos de arrendamento foram incluídos nas normas IFRS 16, a dívida totalizou 411,8 milhões de euros. Portanto, envolve manter a EBITDA num nível de 1x, excluindo o efeito das IFRS 16 (2x a EBITDA após as IFRS 16), refletindo por assim a elevada capacidade de investimento da ID Logistics.

A receita continuará a aumentar durante o período atual. De acordo com a sazonalidade habitual dos negócios, a ID Logistics espera alcançar um nível mais elevado de rentabilidade durante o segundo semestre em comparação com o primeiro.

ASUS anuncia modelo exclusivo ZenFone 6 Edition 30

Makro Portugal celebra 29 anos numa “Casa de Heróis”