in

Hotelaria alcança melhor semestre dos últimos 12 anos

O primeiro semestre foi o melhor dos últimos 12 anos para o sector da hotelaria portuguesa, relativamente à taxa de ocupação, preço médio por quarto disponível e receita média por turista, de acordo com o AHP Tourism Monitor.

A taxa de ocupação cresceu 3,4 pontos percentuais para os 63,2% e o preço médio por quarto ocupado situou-se nos 72,3%, mais 6,3% face ao período homólogo de 2015. Já o chamado RevPar, ou seja, o preço médio por quarto disponível, situou-se nos 45,69 euros, 12,2% acima de 2015. A receita média por turista atingiu os 107 euros, mais 7%. No período em análise, a estada média foi de 1,88 dias, igual ao ano anterior. “Os primeiros seis meses deste ano foram bons para a hotelaria. Registámos, mês após mês, um crescimento em praticamente todos os indicadores, apenas a estada média não tem aumentado, o que acaba por ser um ponto menos positivo, mas que estará, em destinos urbanos, relacionado com o perfil dos novos turistas. De destacar ainda que no primeiro semestre todos os destinos aumentaram dois dígitos no RevPar, com exceção de Lisboa, Estoril/Sintra e Viseu”, salienta Cristina Siza Vieira, presidente executiva da AHP.

Os Açores destacaram-se no primeiro semestre em termos de taxa de ocupação e o Grande Porto e Algarve em termos de preços. “Lazer, recreio e férias” foram a principal motivação das dormidas (com 76%) nos primeiros seis meses do ano, seguindo-se os negócios/profissionais (15%) e outras motivações (9%). As dormidas de estrangeiros representaram 75%, com destaque para a Alemanha (17%), seguida do Reino Unido (15%), França (7%) e Espanha (5%).

Publicidade

Portugueses entre os europeus que mais tencionam poupar

Coca-Cola avança na pretensão de vender apenas bebidas sem açúcar