in

Heineken ganha mais 15% no 1.º trimestre

Foto Shutterstock

Os lucros da Heineken atingiram os 299 milhões de euros, no primeiro trimestre, mais 15% que no período homólogo de 2018.

Em volume, as vendas de cerveja aumentaram 4,4%, para os 52,7 milhões de hectolitros. “Tivemos um começo de ano positivo, registando crescimento dos volumes em todas as regiões, apesar da Páscoa se ter celebrado, este ano, mais tarde”, afirma Jean-François van Boxmeer, presidente e CEO da Heineken.

O Brasil foi um dos melhores mercados da cervejeira holandesa, com o volume de vendas a crescer a dois dígitos. Na restante região da América, o volume de vendas da fabricante teve crescimento de 3,2%, com queda apenas nos Estados Unidos da América.

Na Europa, a empresa holandesa avançou 1,7% no volume de vendas. Um dos melhores resultados foi registado no Reino Unido, onde houve aumento de stock devido à expectativa da saída da União Europeia. O volume de vendas também cresceu em França, mas não subiu na Holanda e na Espanha.
Principal marca do portfólio, o volume de vendas da Heineken subiu 8,3%, nos três primeiros meses do ano. Os países que mais contribuíram para este avanço foram Brasil, África do Sul, Rússia, China, Reino Unido, Nigéria, México, Roménia e Alemanha.

Publicidade

Publicidade

Carrefour aumenta em mais de 30% as vendas online de produtos alimentares

Produtos de marca própria têm menos promoções nos supermercados