in ,

Grupo SIMAB melhora resultados no 1.º trimestre

Os rendimentos operacionais do Grupo SIMAB ascenderam, no primeiro trimestre deste ano, a 4.230,4 mil euros, resultados que se situam acima dos do período homólogo de 2018 em 172,9 mil euros (+4,3%).

Neste período, o resultado líquido consolidado foi igualmente positivo em 1.202,6 mil euros, superior ao do período homólogo em 194,6 mil euros (+19,3%).

Em termos acumulados, o rendimento “core”, as taxas de utilização, que representam 76% da estrutura de rendimentos operacionais, ascendeu a 3 094,7 mil euros e registou taxas de crescimento em todos os mercados do grupo, refletindo em grande parte o aumento das suas taxas de ocupação.

Os números extraídos da análise de resultados do Grupo SIMAB relativa ao primeiro trimestre deste ano permitem, ainda, aferir que os gastos operacionais “cash” (excluindo depreciações) registaram uma redução de 80,5 mil euros (-5,8%) face ao período homólogo e um desvio favorável face ao orçamento deste exercício no montante de 180,8 mil euros (-12,1%).

O investimento (CAPEX) realizado no grupo, acumulado a este primeiro trimestre, ascendeu a 1.519,4 mil euros, correspondente a uma execução de 56% do valor orçamentado. Esta execução é maioritariamente (91,5%) referente ao grande investimento realizado no Mercado Abastecedor da Região de Braga, relativo à construção de um pavilhão dedicada à logística industrial, arrendado ao Grupo Rangel e dedicado ao polo da Bosch naquela cidade.

Da comparação da posição financeira do grupo em 31 de dezembro de 2018 e em 31 de março deste ano, as variações mais relevantes no balanço consolidado dão conta de um aumento do ativo tangível e intangível líquido. De realçar a redução, no montante de 1.120,4 mil euros, da dívida a fornecedores. Merece igualmente destaque o reforço dos capitais próprios em 1,4%, por via dos resultados líquidos obtidos no período.

Novos sabores Red Bull Editions já chegaram ao mercado português

Pingo Doce lança 2.ª edição do Mercado Social