in

Galaxy Z Fold2 é a terceira geração de dispositivos dobráveis da Samsung

A Samsung Electronics revelou a próxima geração da sua categoria de dispositivos dobráveis, o Samsung Galaxy Z Fold2.

Com um ecrã exterior maior e um ecrã principal de grandes dimensões, o Galaxy Z Fold2 combina um design elegante e engenharia melhorada com novos recursos intuitivos.

O desafio para alcançar a próxima geração de dispositivos móveis está repleto de originalidade e inovação”, afirma TM Roh, presidente e Head of Mobile Communications Business da Samsung Electronics. “Antes do lançamento do Samsung Galaxy Z Fold2, ouvimos atentamente o feedback dos utilizadores para garantir que estávamos a trazer melhorias significativas quer em termos de hardware, como ao nível do desenvolvimento de inovações capazes de aprimorar a experiência do próprio utilizador. Fortalecidos pelas nossas parcerias com líderes de mercado, como a Google e a Microsoft, estamos a redefinir todas as possibilidades da experiência de um dispositivo móvel”.

 

Um novo design

O ecrã Infinity-O de 6,2 polegadas, que se encontra na parte exterior, oferece toda a facilidade de utilização para que se possa verificar e-mails, consultar notificações ou até mesmo aceder ao conteúdo favorito sem ser preciso desdobrar sempre o dispositivo. Quando desdobrado, o ecrã principal de 7,6 polegadas, com margens mínimas e uma câmara frontal sem notch, permite total imersão, com uma taxa de atualização adaptável de 120 hertzs para uma maior fluidez e jogabilidade mais suave.

Para completar a experiência, o Galaxy Z Fold2 vem equipado com som dinâmico, com efeito estéreo melhorado e uma maior clareza sonora disponibilizada por altifalantes duplos de alto desempenho.

O Galaxy Z Fold2 também inclui a tecnologia de limpeza introduzida pela primeira vez no Galaxy Z Flip, que permite repelir poeiras e partículas de sujidade entre o corpo e a dobradiça.

Publicidade

Detox in a Box Inês Góis

Detox in a Box quer tornar a alimentação nas empresas mais saudável

Desemprego

Taxa de desemprego deverá fechar acima dos 20% em 11 concelhos