in

Fundo peruano compra a Tiendanimal

A empresa de capital fechado Emifin, controlada por uma das famílias mais ricas do Peru, os Mulders, anunciou a compra da Tiendanimal, um dos principais retalhistas no universo dos animais de estimação.

Em dezembro passado, o mesmo fundo também comprou a Kiwoko, até então nas mãos da Meridia e da TA Associates, uma das principais concorrentes da Tiendanimal.

Assim, os Mulders controlam boa parte da quota de mercado no retalho para animais de estimação. e, precisamente por este motivo, a operação está a ser revista pela Comissão Nacional de Mercados e Concorrência (CNMC) espanhola.

A Tiendanimal nasceu em 2006, em Málaga, pelas mãos dos empresários Jorge Goldberg e José Antonio Alarcón, e tornou-se na primeira loja online em Espanha para animais de estimação. Em 2012, abriu a primeira loja física, em Málaga, e hoje possui 65 pontos de venda (em Espanha e Portugal), 15 clínicas veterinárias e 18 escritórios. Atualmente, a Tiendanimal tem 1,2 milhões de clientes em Espanha, Portugal, França e Itália.

A Miura comprou a Tiendanimal, em 2014, altura em que iniciou um plano de expansão internacional e de fortalecimento da sua estratégia omnicanal. A empresa encerrou 2018 com uma faturação de mais de 90 milhões de euros e um Ebitda de 7,3 milhões de euros.

O fundo Emefin é dono dos líderes em “pet care” no Peru e no Chile. Em dezembro, entrou em Espanha com a compra da Kiwoko. Com a aquisição da Tiendanimal, o grupo consegue potenciar os seus negócios online. No entanto, Kiwoko e Tiendanimal manterão a sua marca e lojas independentes.

Unilever investe na inovação alimentar

Mercado mundial do luxo cresce 4% em 2019