in

Fnac acaba com sacos plásticos e promove a adoção de sacos reutilizáveis

No âmbito do Dia Mundial do Ambiente, que se celebra esta quarta-feira, dia 5 de junho, a Fnac Portugal anuncia que vai acabar com os sacos plásticos nas lojas, passando, assim, a partir de outubro, a disponibilizar aos seus clientes apenas sacos de papel, sacos de pano e sacos de tela.

A FNAC pretende com esta medida não só eliminar a utilização do plástico nos sacos, como estimular a utilização de sacos reutilizáveis, sobretudo os de pano e tela. O objectivo é também reduzir o consumo de sacos de papel, para diminuir o impacto nas florestas. Com esta medida, pretende-se reduzir o consumo de sacos em 30%, ou seja, salvando, mais de 1.000 árvores por ano (cerca de 50 toneladas de papel).

E porque o propósito da Fnac é democratizar e promover a cultura nacional, todos os sacos de papel terão ilustrações únicas realizadas por ilustradores nacionais. Este é também o “kick-off” duma nova categoria do Concurso Novos Talentos, programa bandeira da Fnac para a promoção de jovens e desconhecidos talentos nacionais que, em 2020, terá, além da escrita, música, cinema e fotografia, a ilustração como categoria a concurso.

Os primeiros quatro ilustradores dos sacos serão os membros do jurí. Um dos prémios desta categoria será a possibilidade de desenvolver ilustrações que terão visibilidade nos sacos Fnac.

Também, ao implementar esta medida ecológica, a Fnac pretende incentivar não só a reutilização dos sacos, reduzindo o seu consumo, como também contribuir para a sua principal missão: promover a cultura. Desta forma, cada saco vendido reverterá um cêntimo  a favor de projetos culturais, no âmbito da Cultura Fnac, ajudando assim a financiar programas culturais acessíveis a todos.

Esta medida está a ser desenvolvida desde o início de 2019 terá impacto em já no próximo mês de outubro.

IKEA e Grupo LEGO apresentam BYGGLEK

Pingo Doce entrega donativo ao Plano Nacional de Leitura