in

Fim das máscaras dispara uso de cosméticos

Foto Shutterstock

Ao longo de 2020, o sector da beleza apresentou distintas realidades, como consequência da pandemia, com a cosmética a ser a categoria mais afetada, ao registar uma queda de dois dígitos, concretamente de 33%, perdendo 1,5 milhões de compradores face a 2019, segundo os dados da Kantar relativos ao mercado espanhol.

A perda de compradores manteve-se durante o primeiro trimestre deste ano, mas desde abril, mês em que ainda era mantida a obrigatoriedade de usar máscara no exterior em Espanha, o sector da maquilhagem tem vindo a recuperar, crescendo 92% em número de compradores, entre abril e maio, por comparação com o período homólogo de 2020.

 

Canais

As medidas tomadas para mitigar a pandemia também tiveram um impacto direto nos locais de compra. Ao mesmo tempo que as lojas físicas sofreram uma forte queda no número de compradores, o canal online cresceu 24%.

Mas também a tipologia dos produtos mais comprados sofreu uma evolução. As categorias relacionadas com os lábios e o rosto passaram para segundo plano, o que explica o retrocesso de 75% em 2020. Em sentido inverso, os produtos relacionados com os olhos ganharam protagonismo e, ao serem a única parte visível do rosto, devido ao uso de máscara, a maquilhagem para os olhos passou a representar 30% de todo o gasto, especialmente impulsionada pelos jovens, passando a ser, em 2020, o segmento mais importante.

 

Recuperação da maquilhagem

Os dados da Kantar refletem que a maquilhagem está a recuperar das tendências negativas, especialmente devido ao impulso dos consumidores com mais de 65 anos, que representaram, em abril e em maio, um quarto do crescimento em Espanha.

Os avanços na vacinação e o progressivo relaxamento nas restrições, aliado ao facto de, em Espanha, o uso de máscara ter deixado de ser obrigatória nos espaços exteriores, desde o fim de junho, está a contribuir para que os consumidores comecem a recuperar os hábitos pré-Covid e para a recuperação dos produtos para os lábios.

Pilar López, Individuals Panel Director da Kantar Worldpanel, indica que é conveniente esperar um pouco mais para ver como o mercado evolui e se supera os níveis prévios, uma vez que tal depende de vários fatores. “Entre os quais, possíveis novas vagas e o fim das restrições, assim como as mudanças nas nossas rotinas de maquilhagem, durante estes tempos, as quais podem manter-se”.

Publicidade

Vinhos do Tejo

Vinhos do Tejo com bons indicadores de vendas no primeiro trimestre de 2021

Águia-caçadeira

Produtores nacionais de cereais unem-se para salvar espécie em risco de extinção