in

Fator humano influencia as decisões de compra da Geração Z

De acordo com o “Relatório Z-Tail”, uma pesquisa conduzida junto de mais de mil consumidores norte-americanos entre 18 e 24 anos de idade da plataforma Retail Zipline, apenas 7% dos entrevistados se inspiram no estilo das celebridades. Mais de metade (56%) não simula as tendências que vê no Instagram no seu próprio estilo.

No entanto, 69% dos entrevistados seguem conselhos de moda dos vendedores, ao fazer compras em lojas, e 41% fala com um vendedor, em particular, se gostar do que tem vestido. Quando inquiridos sobre o que os levaria a comprar repetidamente numa insígnia específica, 19% dos entrevistados disseram ter relacionamentos genuínos com determinados colaboradores da loja.

Os entrevistados também estão interessados ​​no modo como funcionários da loja são tratados pelos seus empregadores. Mais de oito em cada 10 (82%)  têm maior probabilidade de comprar numa marca que utiliza práticas comerciais éticas. Desses entrevistados, 66% lista o tratamento justo dos funcionários como um fator motivador essencial, valor que excede a percentagem de entrevistados que valorizam embalagens ecológicas (59%), fontes éticas (50%), doações de lucros para instituições de caridade (48%) e produtos vegan (24%).

Outro indicador de que os compradores da Gen Z olham além da tecnologia é o facto de 46% dos entrevistados dizerem que os pagamentos móveis em loja não os atraem.

Publicidade

Publicidade

Henkel prevê crescer até 2% em 2020

Matérias-primas mantêm moderação de preços em 2020