exportações
Foto Shutterstock
in

Exportações agroalimentares da UE aumentaram 7,3% em 2021

O comércio agroalimentar da União Europeia atingiu um valor de 328,1 mil milhões de euros, em 2021, mais 7,2% do que em 2020. Especificamente, as exportações aumentaram para 198 mil milhões de euros, mais 7,3%, e as importações atingiram 130,1 mil milhões de euros (+7%). Isto elevou o excedente do comércio agroalimentar da União Europeia para 67,9 mil milhões de euros, um aumento anual de 8%, de acordo com dados publicados pela Comissão Europeia.

Produtos de alto valor, tais como vinho, bebidas espirituosas e licores e chocolate e confeitaria, tiveram um forte desempenho, enquanto produtos mais diretamente relacionados com o rendimento agrícola, tais como carne de porco, lácteos e trigo, foram afetados por reduções nos valores de exportação e tiveram um desempenho menos forte.

 

Principais mercados

Os produtos agroalimentares foram enviados, principalmente, para o Reino Unido, Estados Unidos e China, em 2021, sendo estes três países responsáveis por 42% de todas as exportações agroalimentares.

As exportações para os Estados Unidos cresceram mais de três mil milhões de euros ou 14%, impulsionadas por fortes desempenhos no vinho (mais 29%) e bebidas espirituosas (mais 1%), que representam um terço de todas as exportações agroalimentares da União Europeia para o país.

Embora as exportações para o Reino Unido tenham caído acentuadamente, no início do ano, devido à retirada do Reino Unido da União Europeia, voltaram aos níveis normais, a partir de março, e permaneceram estáveis ano após ano.

As exportações para a China caíram 550 milhões de euros, ou 3%, principalmente, devido a uma diminuição das exportações de carne de porco (-31%) e de alimentos para bebés (-18%).

Por outro lado, as exportações para a Coreia do Sul (910 milhões de euros), Suíça (815 milhões de euros) e Noruega (562 milhões de euros) tiveram um bom desempenho.

 

Importações

Em 2021, o Brasil tornou-se o principal fornecedor da União Europeia de importações agroalimentares, com valores que cresceram 19%, para 13,5 mil milhões de euros. Isto foi impulsionado pelas importações de soja (até 50%), café (até 25%) e oleaginosas (até 13%).

As importações provenientes do Reino Unido sofreram uma queda significativa, caindo em 3,8 mil milhões de euros ou 25% numa base anual. As importações provenientes dos Estados Unidos da América também diminuíram, caindo em 366 milhões de euros, ou 4%. Por outro lado, foram observados aumentos notáveis nas importações provenientes da Indonésia (1,2 mil milhões de euros) e da Ucrânia (mil milhões de euros).

 

Produtos de mais valor

O vinho, produtos à base de cereais e chocolate e confeitaria tinham os valores de exportação mais elevados e representavam 18% do total das exportações agroalimentares da União Europeia. As exportações de vinho aumentaram em 3,2 mil milhões de euros, os produtos à base de cereais em 714 milhões de euros e o chocolate e confeitaria em 948 milhões de euros. Embora ainda seja o quarto produto de maior valor, as exportações de carne de porco caíram mais de 0,9 mil milhões de euros, a maior queda de qualquer categoria de produto em 2021.

Os maiores aumentos no valor das importações foram registados na soja (1,5 mil milhões de euros ou 30%) e oleaginosas (1,5 mil milhões de euros ou 24%), sendo estas duas categorias de produtos responsáveis por 11% de todas as importações agroalimentares. Isto foi impulsionado por um aumento acentuado dos preços das matérias-primas e um aumento dos custos da energia. Em particular, as quantidades importadas de soja e oleaginosas diminuíram 3% e 1%, ilustrando um claro efeito de preço no aumento dos valores de importação.

 

Ucrânia

A invasão e guerra na Ucrânia está a ter um impacto significativo no comércio agroalimentar na União Europeia e em todo o mundo. A Ucrânia exportou quase sete mil milhões de euros em produtos agr-alimentares para a União Europeia, em 2021, tornando-a no quarto maior parceiro comercial agroalimentar. A Ucrânia representa 36% das importações de cereais para a União Europeia, bem como 16% das importações de produtos de oleaginosas.

A União Europeia também exportou mais de três mil milhões de euros de produtos agroalimentares para a Ucrânia em 2021.

Future Farm

Future Farm chega a Portugal

WEBINAR IdentPrint

IdentPrint promove webinar sobre automação e visão artificial