in

Dodot promove estudo sobre a paternidade

 81% dos pais portugueses mudam regularmente a fralda aos seus bebés, sendo que 49% o fazem diariamente.

Dados de um estudo da Dodot, marca pertencente à P&G, sobre a paternidade, publicado no seguimento do lançamento de uma nova fralda para esta geração de pais.

Os homens com filhos até aos quatro anos pertencem a uma nova geração de pais que rompeu os padrões e tenta afastar-se dos estereótipos das gerações anteriores. O estudo foi realizado através de inquéritos online e revela curiosidades como, por exemplo, o facto de 88% dos pais realizarem tarefas de cuidado do bebé diariamente.

Estes novos pais envolvem-se ao máximo no cuidado diário dos filhos: 87% costuma brincar com eles, 49% muda as fraldas, 55% dá as refeições e 51% vai deitá-los ou adormecê-los. 

“Passear ou ir ao parque” é a resposta vencedora no que toca à atividade preferida que os pais desenvolvem com os filhos (55%). Um em cada dez pais afirma que dar banho é o seu momento preferido e dois em cada dez preferem adormecer ou acordar os filhos. Já as horas da refeição não são tão “consensuais” (6%).

Dentro dos que mudam a fralda regularmente, 87% usa algum truque para realizar esta tarefa. A maioria conversa tranquilamente com os filhos (67%) e um terço gosta de provocar risos ou cócegas. Há ainda 30% que aproveita para os distrair com brinquedos e um em cada quatro gosta de cantarolar. 

Atualmente, praticamente metade dos pais portugueses reconhece que gostaria de passar mais tempo com os seus filhos, ainda que 42% considere que concilia a vida profissional e a paternidade de forma adequada. 

Outro dado relevante deste estudo é o facto de 84% dos inquiridos afirmarem que usufruíram de baixa de paternidade com os seus bebés. Aliás, 74% dos pais portugueses acreditam estar hoje mais envolvidos na paternidade do que estavam os seus pais e apenas 19% considera que se mantém o nível de envolvimento.

O estudo revela, ainda, que 81% dos pais consultam o pediatra para esclarecer dúvidas sobre os seus filhos. Ainda assim, a Internet tem um papel cada vez mais importante para esta geração de homens, com 65% a afirmar que a consulta para obter respostas. Destes, nove em cada dez informam-se através de blogs e websites especializados em cuidado infantil. 

Publicidade

Cápsulas podem chegar aos 75% das vendas em 2021

Klepierre lança campanha europeia