in

DIA ganha mais tempo

O Grupo DIA acordou com a maioria dos seus credores a ampliação do prazo para o cumprimento ou renúncia das condições suspensivas vinculadas ao contrato de refinanciamento até a próxima sexta-feira, 19 de julho.

A empresa de distribuição tinha 15 de julho como prazo para cumprimento das condições estabelecidas. “A empresa e os credores sindicados estão a trabalhar no cumprimento das condições suspensivas, que espera que ocorram até 19 de julho de 2019“, disse a empresa controlada pela LetterOne.

Da mesma forma, o Grupo DIA garante que informará o mercado do cumprimento ou renúncia das condições suspensivas, logo que isso ocorra.

No passado 25 de junho, a cadeia de distribuição chegou a um acordo de longo prazo com os seus credores para refinanciar a sua dívida, o que garante o acesso a 771 milhões de euros de liquidez e a opção de 100 milhões de euros adicionais.

O acordo prevê que esse dinheiro possa ser utilizado nos próximos quatro anos para garantir a continuidade do negócio e o seu reposicionamento para ser competitivo no longo prazo. Além disso, o principal acionista, a LetterOne, já injetou 500 milhões de euros com disponibilidade imediata.

A DIA também concordou com os bancos credores uma injeção adicional de 271 milhões de euros que serão usados ​​de acordo com as necessidades do negócio e opta por outros 100 milhões através do aumento de capital.

Auchan instala corners de outras marcas nos seus hipermercados

Controlos da União Europeia são insuficientes para evitar fraudes no comércio eletrónico