in

DIA considera que proposta da LetterOne poderá levar à sua insolvência ou dissolução

A administração do Grupo DIA considera que a proposta de ampliação de capital no valor de 500 milhões de euros feita pela LetterOne, no seguimento da sua oferta pública de aquisição, poderá levar à insolvência ou dissolução do grupo.

Num comunicado enviado ao regulador do mercado bolsista espanhol, o grupo indica que a proposta, “tal como está atualmente configurada, não proporciona soluções eficazes e imediatamente executáveis aos desafios que enfrenta no curto prazo”.

Caso, na próxima reunião geral de acionistas, agendada para este mês de março, não seja aprovado o plano estratégico proposto pela administração da DIA ou a LetterOne não consiga o controlo, poderá não haver qualquer alternativa viável para o grupo que não uma completa reestruturação financeira, insolvência ou dissolução.

De acordo com o comunicado, o plano da LetterOne requer a aceitação da oferta pública de aquisição a 67 cêntimos por ação por parte de, pelo menos, 50% dos outros acionistas, o que “limita a possibilidade dos atuais acionistas de participarem na futura criação de valor”. A administração considera que não consegue solucionar alguns problemas fundamentais, como a situação atual de património líquido negativo, a dívida a vencer a 31 de maio e o vencimento antecipado dos contratos de financiamento atuais, caso não se proceda a uma ampliação de capital incondicional e a um acordo com os credores.

A administração está disposta a trabalhar numa solução que seja do interesse de todos os stakeholders.

Jerónimo Martins quer entrar na Roménia

Plataforma de compras que une Auchan, Casino, Metro e DIA está operacional