DHL Express
in

DHL Supply Chain lança serviço de distribuição modular

O “boom” do e-commerce, durante a pandemia de Covid-19, tem impulsionado a procura de encomendas por correio e as compras online em toda a Europa. Em resposta, a DHL Supply Chain oferece aos retalhistas digitais um serviço de distribuição modular e visibilidade de ponta a ponta, em mais de 30 centros de distribuição em toda a Europa, incluindo o mercado português.

Estes locais, estrategicamente localizados nas proximidades dos principais centros urbanos e centros de encomendas, oferecem especialização no processamento, recolha, embalagem e envio de encomendas online“, refere em comunicado.

 

Proximidade

Neste mercado altamente competitivo, a rapidez das entregas, juntamente com o preço dos produtos, tem vindo a desempenhar um papel fundamental na tomada de decisões dos consumidores. Cada vez mais clientes esperam receber a sua encomenda no dia seguinte, o que significa que a proximidade do armazém do vendedor face à localização do comprador é um fator chave. É aqui onde a DHL Supply Chain posiciona-se para prestar um serviço único aos clientes. “Normalmente, as lojas de pequena e média dimensão não têm capacidade para estarem presentes em cada país europeu, o que as afasta dos consumidores e dos mercados. Mesmo os maiores retalhistas consideram que manter esse tipo de presença é muitas vezes financeiramente pesado, do ponto de vista da rentabilidade. Em resposta, estamos agora a oferecer aos fornecedores e às lojas online uma solução de rede multi-utilizadores”, explica Hendrik Venter, CEO da DHL Supply Chain MLEMEA. “Isto dá aos clientes acesso a todos os nossos serviços estabelecidos de uma forma flexível e adaptada às suas necessidades. Podemos apoiar os clientes em toda a cadeia de fornecimento: tratamento e armazenamento feitos à entrada, recolha e embalagem, entregas ‘last-mile’, assim como a gestão das devoluções. Os clientes apreciam particularmente a forma como podemos aumentar esta flexibilidade, de acordo com os volumes das encomendas, bem como a nível nacional e internacional”.

 

Cadeias mais resilientes

À luz do Brexit, a nova oferta tornou-se ainda mais relevante para as empresas do Reino Unido e da União Europeia: “Compreendemos as necessidades dos nossos clientes, assim como a procura dos seus consumidores finais e eles precisam de uma solução de distribuição do e-commerce com ou sem Brexit e é esse o nosso objetivo”, diz José Nava, CEO da DHL Supply Chain UK & Ireland. “Com os desafios do Brexit e o impacto global da Covid-19, os nossos clientes estão interessados em tornar as suas cadeias de fornecimento mais resilientes, mas ao mesmo tempo mais flexíveis e capazes de responder às flutuações de volume e às potenciais barreiras nas rotas comerciais globais. Isto aplica-se também às empresas da União Europeia que pretendam servir os seus clientes no Reino Unido de forma eficiente. A redução da dependência de mercados e geografias individuais e a existência de múltiplos pontos de stock em diferentes países têm sido aceleradas pela pandemia e isso veio para ficar. A proximidade ao mercado e haver uma solução de rede escalável trará enormes benefícios”, acrescenta.

Ao reunir vários clientes em instalações centralmente localizadas, as instalações multi-utilizadores da DHL, os retalhistas e as organizações que adotem uma estratégia de venda direta ao consumidor beneficiarão da força desta rede europeia. Isto melhora significativamente a sua capacidade de fornecer o tipo de transporte rápido e transparente que os consumidores necessitam, proporcionando ao mesmo tempo exatamente o tipo de flexibilidade de que os retalhistas necessitam, garante a DHL.

 

Flexibilidade

Os clientes podem adaptar o âmbito do serviço por região e/ou país, dependendo das suas necessidades e, graças aos breves períodos de implementação, podem dimensioná-lo de modo a corresponder aos volumes de encomendas.

A chave para isso é a forte presença regional da DHL Supply Chain em todos os principais mercados europeus. Um modelo de rede bem distribuído pode ter um impacto significativo nos resultados da organização. De acordo com a empresa, um cliente do modelo melhorou o seu custo em 30% para distribuir em toda a Europa, principalmente graças às taxas de transporte doméstico em vez de internacional. “Os clientes que utilizam esta solução de rede altamente flexível já registaram poupanças significativas de custos, juntamente com a melhoria dos prazos de entrega“, refere em comunicado.

sector cervejeiro

Sector cervejeiro: mais produtivo, mais qualificado e melhor remunerado do que a média nacional

Freshly Cosmetics

Freshly Cosmetics lança cosméticos sólidos