in

Consumidores impulsionam empresas à neutralidade carbónica na cadeia de abastecimento

Foto Shutterstock

Após o anúncio da PepsiCo de atingir a neutralidade carbónica em toda a sua cadeia de abastecimento, em 2040, a GlobalData avança que este se trata de um objetivo ambicioso para qualquer operador desta dimensão na indústria de bens de consumo. “Cumprir o objetivo não só ajudaria na luta contra as alterações climáticas, como também se alinharia estreitamente com as exigências dos consumidores à escala global”, defende Ramsey Baghadi, analista de consumo na GlobalData.

De acordo com a consultora, 44% dos consumidores inquiridos afirma que as suas escolhas são normalmente ou sempre influenciadas por quão éticos ou ecológicos são os produtos. “A procura, por parte dos consumidores, de produtos mais sustentáveis continuará a ser uma estratégia central na indústria de bens de consumo, sobretudo após a Covid-19”, explica.

 

Sustentabilidade

O estudo revela que mais de 84% dos inquiridos afirma que os métodos de produção éticos ou sustentáveis são tão ou mais importantes que antes da pandemia, pelo que é fundamental que as empresas se comprometam com uma estratégia de zero emissões para ir ao encontro das expectativas dos consumidores. “Se a PepsiCo alcançar este objetivo ambicioso, representará um desafio para o seu maior concorrente, a Coca-Cola, que também anunciou metas ambiciosas para reduzir as emissões, embora com outra dimensão. À medida que os consumidores prestam mais atenção ao processo da cadeia de abastecimento, esta estratégia de zero emissões demonstrará ser um momento crucial para a PepsiCo a longo prazo”, conclui.

Publicidade

Bolachas

Pandemia de Covid-19 com impacto positivo na indústria de snacks e pastelaria

portugueses

Trocas e devoluções suspensas durante o confinamento