in

Coca-Cola European Partners cresce a 2 dígitos

A Coca-Cola European Partners registou um crescimento de 21%, para os 11.100 milhões de euros, de acordo com os resultados preliminares de 2017. Numa base comparável e excluindo o efeito das divisas, o aumento foi de 3%.

As receitas por unidade de caixa aumentaram 2,5% e o volume dos produtos vendidos cresceu 0,5% numa base comparável. O lucro operacional atingiu os 1.300 milhões de euros, o que representa uma evolução de 9%.

Por áreas geográficas, a engarrafadora europeia da Coca-Cola destaca as vendas na Península Ibérica, que aumentaram 3%. Esta unidade de negócio representa 24,5% do volume de negócios. No quarto trimestre, as vendas nesta região foram impulsionadas tanto pelo crescimento do volume do produto vendido como pelo aumento das receitas por unidade de caixa, apoiadas pelo impacto positivo do mix de canais de venda e embalagens. Esta região consome 3.158 milhões de litros anualmente.

Relativamente aos outros países, na Alemanha, as vendas cresceram 2,5% e no Reino Unido aumentaram 4,5% a taxas de câmbio constantes. Considerando a desvalorização da libra face ao euro, houve então uma queda de 2,5%. Já em França, as vendas melhoraram 0,5% e nos outros territórios da Europa Ocidental (Bélgica, Luxemburgo, Holanda, Noruega, Suécia e Islândia) elevaram-se 4,5%.

O volume de produto vendido de bebidas carbonatadas cresceu 0,5%. As marcas Coca-Cola desceram 0,5%, o que foi compensado pelo aumento de 15% na versão Coca-Cola Zero Açúcar. As bebidas carbonatadas de sabores e as energéticas evoluíram 4%, com base no forte crescimento das bebidas energéticas e de uma sólida subida da Fanta, Vio e Royal Bliss. Já as bebidas sem gás acresceram 1% e as marcas de água perderam 1,5%.

Para 2018, a Coca-Cola European Partners tem perspetivas de crescimento mais moderadas. As vendas deverão aumentar a apenas um dígito.

Publicidade

Campofrío regista o seu maior crescimento desde 2012

Grupo Bimbo entre as empresas mais éticas do mundo