in ,

Click & collect cresce 40% em 2018

Foto Shutterstock

2018 foi um ano importante para o click & collect, com um aumento de 40% no número de localizações implementadas pelos principais retalhistas omnicanais a nível mundial.

Segundo o Planet Retail, atualmente, 80% dos 25 principais retalhistas utilizam este serviço e a maioria alcança taxas de entrega no próprio dia.

O click & collect vem potencialmente resolver alguns dos custos do e-commerce, do excesso de espaço em loja e da crescente procura por rapidez e conveniência. O modelo beneficia os retalhistas que querem expandir as suas capacidades omnicanais sem que tenham de transformar fundamentalmente o modelo de negócio. Com uma menor necessidade de investimento e alocação de recursos que a entrega em casa, para além da capacidade de utilizar o excesso de espaço em loja, permite aos retalhistas lidarem com as margens cada vez mais apertadas. A Rewe, por exemplo, tem desviado o foco das entregas em casa e privilegiado o click & collect, que considera ter mais viabilidade económica, planeando expandi-lo a todas as suas lojas na Alemanha.

De acordo com o Planet Retail, os benefícios também se estendem além do e-commerce, uma vez que 51% dos compradores online ativos fazem compras não planeadas aquando da recolha das encomendas.

Deste modo, as redes click & collect estão em rápida construção, de modo a permitir aos retalhistas ampliar a sua escala e penetração online. Só em 2018 foram acrescentados mais de cinco mil novos pontos de recolha pelos principais operadores a nível global. Nos Estados Unidos, por exemplo, a Walmart duplicou o número de lojas que oferecessem pontos de recolha e planeia mais mil localizações, assim como 900 torres automatizadas em 2019.

Não obstante, também neste modelo se coloca a questão da diferenciação. O desenvolvimento futuro do click & collect terá de passar por quatro elementos fundamentais, a começar pela cobertura, com a necessidade do serviço chegar a cada vez mais loja de modo a ganhar penetração, passando pela velocidade, com a redução dos prazos de recolha, pela inovação do formato e pela experiência.

Publicidade

Publicidade

Nestlé certifica 3/4 da sua cadeia de fornecimento como livre de desflorestação

Azeite do Alentejo quer seduzir mercados da Escandinávia