in

DIA rompe aliança de compras com a Casino

Após a rutura das alianças para a compra conjunta a fornecedores com a Eroski em Espanha e o Intermarché em Portugal, o Grupo DIA foi forçado a finalizar o acordo que mantinha com a gigante francesa  Casino.

Em informações enviadas o regulador espanhol, a DIA explica que, em dezembro passado, de acordo com as disposições do acordo, o Grupo Casino comunicou a sua decisão de cancelar a aliança. “Este cancelamento deve ocorrer seis meses após a referida notificação“, explica a rede de supermercados espanhola, agora sob o controlo da LetterOne, a empresa de investimentos do magnata russo Mikjail Fridman, que tem quase 70% do capital.

A empresa,  agora liderada por Karl-Heinz Holland, o seu novo CEO, esclarece que “como resultado, Dia e Casino estão a tomar as medidas necessárias para a extinção dessa aliança, bem como para informar adequadamente os fornecedores de ambas as cadeias de distribuição“.

A quebra ocorre num momento muito delicado para a Dia no seu relacionamento com os fornecedores. Depois de sofrer uma queda de 4,3% nas vendas comparáveis no primeiro trimestre,  admitiu que havia sofrido “um endurecimento das condições dos fornecedores, que começou a impactar negativamente a cadeia de abastecimento, levando a um aumento substancial nos níveis de escassez de produtos nas lojas e armazéns, o que resultou em vendas menores“.

Embora a tomada de controlo pela LetterOne e o acordo com a banca credora para adiar o pagamento da dívida até 2023 possa gerar mais confiança no futuro, a situação ainda é muito complicada e a rutura com o Casino poderá afetar ainda mais o seu relacionamento com os fornecedores.

Costco chega à China

DIA prossegue na venda de ativos