in

Carrefour multado por práticas anti concorrenciais

Foto Karolis Kavolelis/Shutterstock

A justiça francesa multou o Carrefour em 1,75 milhões de euros, após concluir que este forçou os seus fornecedores a aplicarem descontos.

Os factos julgados e a investigação subjacente remontam a 2016. De acordo com o tribunal, o Carrefour obrigou os seus fornecedores a fazerem-lhe um desconto especial através de medidas restritivas. A aplicação deste desconto eram um requisito prévio para que o Carrefour abrisse as negociações comerciais, o que representa uma infração à legislação francesa.

 

Sanções

De acordo ainda com o tribunal, o Carrefour concebeu uma escala de sanções contra os fornecedores que não aceitassem o desconto, para os forçar a fazê-lo. Entre essas sanções estava a proibição de entrada nos hipermercados do pessoal de vendas do fornecedor, uma detenção no lançamento de inovações ou, até, o cancelamento de encomendas.

O tribunal indica que, em momento algum, o Carrefour justificou os custos logísticos que usou como pretexto para fixar o desconto pretendido.

Publicidade

Tiago Borges TB Files

“Creio que não há organização que não concorde que apostar na flexibilidade é essencial para a sua competitividade ou sobrevivência”

Consumidor Covid

O consumidor de 2021