in

Buy Now Pay Later com crescimento de 70% no horizonte 2024

O montante das transações em Portugal Buy Now Pay later (BNPL) deverá registar um crescimento superior a 70%, no horizonte 2024, segundo um estudo da consultora PSO Knowledge, que será apresentado no próximo dia 24 de maio, na Start-Up Lisboa.

Esta figura nasceu em França há 14 anos e teve um crescimento exponencial no contexto da pandemia e do desenvolvimento do e-commerce.

De acordo com a consultora, com a entrada em campo na captação de negócio do BNLP das fintechs Klarna e Scala, entre outras, operadores, comerciantes e intermediários estão também a encontrar as suas fórmulas de negócio idóneas, perante um contexto incerto sobre o que a regulação entender ser esta modalidade de pagamento fracionado. “Os consumidores estão a preferir os pagamentos faseados com base nesta opção dos três cliques, permitindo-lhes o pagamento em dinheiro apenas no momento em que considerem adequado”, explica um operacional do sector citado no comunicado da PSO Knowledge.

 

Regulamentação

Questões como uma regulamentação em fase ainda embrionária de discussão e o seu impacto numa diretiva comunitária que deverá ficar pronta até ao final do ano, com entrada em vigor num horizonte de dois anos, estão na ordem do dia, mas a realidade é que já se verifica uma elevada operacionalidade deste tipo de transações em Portugal.

O Reino Unido, a Itália e a Alemanha lideram o ranking das transações, “tendo sido a incubadora para as fintechs que, numa fase de inércia da banca, viram aqui um nicho de negócio (pagamento a prestações sem custos para o cliente), indo buscar uma percentagem das vendas aos comerciantes”.

Sonae logo 2022

Sonae aumenta volume de negócios em 5% para 1,7 mil milhões de euros

Nova loja de proximidade My Auchan abre na Costa da Caparica