in , ,

Bens de Grande Consumo crescem 1,6%

Os Bens de Grande Consumo (BGC) crescem 1,6% na quadrissemana de 17 de julho a 13 de agosto, face a um período homólogo que já crescia 3,3%. As Marcas da Distribuição (MDD+PP) apresentam um crescimento ligeiramente superior ao das Marcas de Fabricante (1,9% vs 1,5%).

A Alimentação é a categoria mais dinâmica, com um crescimento de 2,4% nesta quadrissemana. Embora com pouca distância, são as Marcas de Fabricante que apresentam maior crescimento neste período, com um aumento de 2,6% contra 2,1% das Marcas da Distribuição.

Bebidas apresenta um ligeiro decréscimo (-0,8%), embora sobre um período homólogo que crescia 8,9%. São as bebidas não alcoólicas que contribuem para este crescimento negativo (-2,9%), ao passo que as bebidas alcoólicas crescem 0,5%. Estes resultados coincidem com um período de temperaturas mais baixas em relação ao ano anterior, que podem ter contribuído para uma diminuição do consumo de bebidas. As MDD+PP descrescem -0,1% e as Marcas de Fabricante variam -1%.

A categoria de Higiene do Lar apresenta nesta quadrissemana um crescimento de 1,8%. Nesta categoria, as Marcas da Distribuição registam uma ligeira variação negativa (-0,3%) e as Marcas de Fabricante aumentam 2,8%.

Higiene Pessoal regista um crescimento de 2,1% face ao período homólogo. Nesta quadrissemana, as Marcas da Distribuição crescem 4,4%, um valor bastante acima do das Marcas de Fabricante (1,5%).

Publicidade

Lego corta 1400 postos de trabalho após declínio de vendas

Lidl lança coleção de maternidade