in

Bens de grande consumo crescem 1,4% em agosto/setembro

Os bens de grande consumo apresentaram, na quadrissemana de 12 de agosto a 8 de setembro, um dinamismo de 1,4% sobre um período homólogo que já crescia 3,3%, informa o Scantrends da Nielsen.

Ao contrário do registado no período anterior, as marcas de fabricante (+1,6%) cresceram acima das marcas da distribuição (+1,1%).

A alimentação registou, neste período, um crescimento de 0,9%. As marcas da distribuição aumentaram 1,8%, enquanto as marcas de fabricante mantiveram-se estáveis (+0,4%), invertendo a tendência que se verificava no período homólogo.

Com um dinamismo de 2,7%, as bebidas cresceram acima da média dos bens de grande consumo. Foram as marcas de fabricante as responsáveis por este aumento, crescendo 3,8%, enquanto as marcas de distribuição decresceram 3,1% (embora sobre um período homólogo muito positivo).

A higiene do lar registou, neste período, um decréscimo de 0,6%, embora sobre um período homólogo muito positivo. As marcas de fabricante permaneceram estáveis (+0,3%) e as marcas da distribuição decresceram 2,8%.

A higiene pessoal foi a categoria mais dinâmica desta quadrissemana, com um aumento de 3,2% sobre o período homólogo. Tanto as marcas da distribuição (+4,1%) como as marcas de fabricante (+2,9%) apresentaram-se dinâmicas.

Publicidade

Publicidade

Javier Letamendia na direção geral da Kellogg para a Europa

Plataformas de e-commerce europeias aliam-se para contrariar a expansão da Amazon