in

Amazon superará Alibaba em lucros, pela primeira vez, em 2022

As duas maiores potências do comércio eletrónico, Amazon e Alibaba, estão lutar para ver quem consegue obter os maiores lucros.

Até agora, o Alibaba tem obtido mais lucro líquido que a Amazon, apesar desta última valer mais do que o dobro na bolsa de valores. Mas os analistas da FactSet preveem que essa situação seja revertida no próximo ano e que a gigante norte-americana ultrapasse o concorrente chinês, pela primeira vez, com 3% mais de lucros.

A diferença entre os dois vai crescer ainda mais a favor da Amazon, pois, segundo estimativas, em 2023 ganhará 13% mais que o Alibaba.

 

Amazon

A Amazon é, atualmente, a líder no comércio eletrónico nos Estados Unidos e na Europa. A empresa fundada por Jeff Bezos, que anunciou, no início do mês, que deixará de ser o seu CEO, tem um valor de mercado que ultrapassa um bilião de dólares e, após apresentar os resultados de 2020, com 21.331 milhões dólares de lucro líquido, 84% mais que em 2019, surpreendeu o mercado e deixou claro o seu potencial. “Acreditamos que a Amazon está bem posicionada como líder de mercado em e-commerce e na Cloud pública, onde as mudanças seculares ainda são precoces: o e-commerce nos Estados Unidos é responsável por 20% das vendas a retalho ajustadas e estimamos que 15% das cargas de trabalho estão hoje na Cloud“, observa a JP Morgan num relatório.

 

Alibaba

O Alibaba permanece líder no mercado asiático. A empresa, que tem uma capitalização de mais de 720 mil milhões de dólares, apresentou resultados apenas até o terceiro trimestre fiscal, mas as empresas de investimento esperam que feche 2020 com uma melhoria de 27% no lucro. Em dois anos, o seu lucro aumentará 29%, segundo as projeções, para 34.344 milhões de dólares, face a um crescimento de 66% previsto para a Amazon.

As vendas a retalho do Alibaba – realizadas, principalmente, por meio dos seus portais Taobao e Tmall – continuam a representar mais de 86% dos seus negócios, de acordo com as últimas contas, embora a empresa tente crescer noutras áreas. Os serviços de computação em Cloud faturaram 56% mais, nos primeiros nove meses do ano fiscal do Alibaba.

Além do mais, a CFO do grupo, Maggie Zhang, destacou, numa apresentação, os projetos em desenvolvimento: Taobao Deals, Taobao Live, Taobao Grocery e Taobao Short Video. No Barclays, a opinião é de é necessário reinvestir “os lucros das empresas mais maduras no mercado de comércio eletrónico em empresas de rápido crescimento, para melhorar a experiência e o envolvimento do consumidor, embora a nova fase de investimento possa pressionar a margem do grupo“.

Publicidade

Carlsberg

Carlsberg apresenta rebranding e packaging mais sustentável

Avramar

Nasce o maior produtor mundial de robalo e dourada