in

Amazon investigada por suspeita de práticas anti concorrenciais no Japão

A autoridade da concorrência do Japão fez uma rusga aos escritórios da Amazon no país, para averiguar a suspeita de que a multinacional esteja a pressionar os retalhistas a oferecer preços mais baixos que nos sites concorrentes.

O Nikkei cita fontes não identificadas com conhecimento do caso. Um representante do regulador japonês declinou confirmar a informação, mas também não negou que esteja correta. Já a Amazon não quis comentar.

No ano passado, a Amazon Japão conseguiu vendas líquidas no valor de 8,3 mil milhões de dólares, cerca de 7,7% das vendas totais da gigante do comércio eletrónico. O seu principal concorrente, a Rakuten, vendeu no mesmo período 2,9 mil milhões de dólares no mercado japonês.

Esta não é a primeira vez que a Amazon é investigada por alegadas práticas anti concorrenciais. Em novembro, o regulador alemão iniciou uma investigação à Amazon e à Apple após queixas de alguns editores de que estariam a ser forçados a aceitar condições não razoáveis no mercado dos audiobooks.

Publicidade

Lidl potencia marca própria Cien com nova app

Media-Saturn encerra loja online de eletrodomésticos Biwigo