in

Ahold Delhaize centra a sua atenção nos EUA

As vendas líquidas da Ahold Delhaize totalizaram 15,9 mil milhões de euros no primeiro trimestre.

Nos Estados Unidos da América, as vendas foram afetadas principalmente por uma taxa de deflação de 1,7%. Face aos resultados anteriores da Ahold, as vendas pro forma caíram 1,4% a taxas constantes e a margem EBITDA caiu 0,1 pontos em relação ao mesmo período do ano passado. Já a Delhaize apresentou um desempenho ligeiramente melhor, com um crescimento das vendas líquidas de 0,1% e uma margem EBITDA de 0,5 pontos.

Com a entrada precoce do Lidl na Virgínia, Carolina do Norte e Carolina do Sul, a Ahold Delhaize foi pressionada a reagir rapidamente. E, apoiada por uma ampla reestruturação de pessoal, que envolve mais de 80 executivos, promoverá o seu processo de descentralização em todas as insígnias norte-americanas até 2018.

Com investimentos totais de 288 milhões de dólares, este processo inclui também a continuação do esquema de modernização em toda a insígnia Food Lion, tanto em Richmond, na Virgínia, como em Greensboro, na Carolina do Norte. Ao longo de 2017, está previsto a conversão de 71 lojas para o novo conceito Food Lion, com uma maior variedade de produtos orgânicos e de origem local, bem como um novo design de loja e caixas de pagamento revistas. A empresa espera que essas mudanças e investimentos mostrem um efeito imediato, anunciando que a melhoria das vendas nos Estados Unidos da América será um de seus principais objetivos para o segundo trimestre.

O comércio eletrónico continua a ser o canal de maior crescimento da Ahold Delhaize, especialmente no mercado doméstico, com a ah.nl e a bol.com. No mercado norte-americano, a Peapod melhorou o desempenho operacional e a Hannaford To Go está a desenvolver pontos “pick-up”.

No que se refere aos mercados dos Países Baixos e Bélgica, estes últimos viram as vendas líquidas diminuírem 1,1%, graças ao desempenho mais fraco dos supermercados recém-integrados. As antigas operações da Ahold na Holanda, por sua vez, cresceram 3,9%, com uma taxa de inflação de 2,2%.

Na Europa Central e Oriental, a Ahold Delhaize abriu a sua loja Shop & Go número 300 na Roménia, com mais de 30 novas aberturas previstas para serem realizadas este ano. Na Grécia, a Ahold Delhaize gerou vendas comparáveis mais baixas, resultantes da contração contínua do mercado e de uma concorrência mais forte. A Grécia ainda é considerada um mercado valioso pela Ahold Delhaize, uma vez que 100 milhões de euros serão investidos numa possível aquisição da rede local Masoutis.

Publicidade

Leroy Merlin chega ao centro de Madrid

John Lewis e Waitrose testam campanhas de marketing conjuntas