in

Delhaize muda de nome em apoio à produção local

O retalhista belga Delhaize mudou, durante um mês, o seu nome para Belhaize, numa iniciativa de tributo aos 1.600 fornecedores locais que suportam as suas operações.

A insígnia detida pela Ahold Delhaize indica que a procura por produtos belgas aumentou mais de 15%, no ano passado, catalisada pela pandemia, e que cerca de 70% da gama típica de uma das suas lojas é de origem local.

A decisão agora tomada pela Delhaize sucede a uma pesquisa feita pela Fairtrade, em 2020, que indicou que 42% dos belgas quer consumir produtos de origem o mais local possível, no futuro.

 

Tributo

Os 32 mil colaboradores da Belhaize e eu queremos agradecer aos 1.600 produtores belgas pela sua paixão, pela excelente qualidade e sabor dos seus produtos, que os nossos clientes podem desfrutar todos os dias”, afirma Xavier Piesvaux, diretor executivo da cadeia retalhista. “Temos orgulho da colaboração que mantemos com cada um deles. Todos os dias, os nossos compradores estão comprometidos em estabelecer novas parcerias com fornecedores locais, ou a expandir as já existentes”, acrescenta.

O grupo avança que compra perto de três mil milhões de euros de produtos locais todos os anos, para além de apoiar dezenas de empreendedores belgas a chegar ao canal de retalho.

 

Estreia na indústria

A par da mudança temporária de nome, o retalhista planeia estabelecer uma parceria com a LocalTea, a partir de setembro, com o estabelecimento de uma plantação de chá em Loenhout, na Bélgica. Esta será uma estreia ao nível industrial para a Delhaize.

Publicidade

Doritos Nachos House

Doritos abre restaurante virtual

Colgate Max White Ultimate

Colgate lança novo Colgate Max White Ultimate