in

Acionista maioritário do Casino pede proteção dos credores

Foto Shutterstock

A Rallye, a sociedade que detém 52% do capital do Grupo Casino, pediu proteção dos credores junto de um tribunal de Paris.

O tribunal colocou sob proteção, a par da Rallye, as empresas Finantis e Fonciére Euris, que acumulam uma dívida no valor de três mil milhões de euros, segundo o Bloomberg.

A Rallye tem penhoradas quase todas as ações que possui do grupo francês de supermercados, que possui 12.100 lojas em todo o mundo. No ano passado, as suas vendas atingiram os 36.600 milhões de euros.

O pedido de proteção por seis meses tem por objetivo a renegociação da reestruturação da dívida, processo que “assegurará a integridade do grupo e melhorará o seu perfil devedor”. Este processo não implicará a suspensão de pagamentos.

A Rallye garante que as operações diárias do Casino não serão afetadas.

Publicidade

mercados

Contração da Argentina prolongar-se-á em 2019

Aldi quer liderar o biológico na Europa