in ,

Abertura das fronteiras com o Reino Unido faz crescer faturação no Algarve em 13%

Foto Shutterstock

Graças à reabertura do corredor aéreo entre o Reino Unido e Portugal, a faturação britânica a nível nacional aumentou 80%, entre a segunda e terceira semanas de maio. No Algarve, o aumento da faturação britânica foi substancial, mas ainda não foram alcançados os valores pré-pandemia, indicam os dados da REDUNIQ.

Com a retoma dos voos britânicos para Portugal, no dia 17 de maio, verificou-se uma subida da faturação total no Algarve de 13%, na semana de reabertura das fronteiras, face à semana anterior. Destes resultados, 53% deve-se ao aumento de visitantes britânicos.

Em relação ao consumo dos ingleses no distrito de Faro, os gastos dispararam mais de 111% da semana de 10 a 16 de maio para a semana de 17 a 23 de maio, com destaque para o fim-de-semana de 22 e 23 de maio, período em que a faturação britânica na região algarvia aumentou 231% face ao fim-de-semana anterior.

Ainda assim, segundo os dados recolhidos pela REDUNIQ, este crescimento continua a não ser suficiente para atingir os níveis de faturação pré-pandemia, uma vez que o total da faturação britânica mantém uma quebra que ronda os 55%, comparativamente ao mesmo período em 2019.

 

Turismo

Já o total da faturação das atividades turísticas em Faro (onde estão incluídos os hotéis, rent-a-car, agências de viagens e companhias aéreas) tiveram um aumento de 82%. N

uma análise mais detalhada pelo sector da hotelaria, registou-se um crescimento de 57% em Faro, na semana de 17 a 23 de maio, comparando com a semana anterior. Também aqui os valores continuam abaixo dos registados no período homólogo de 2019 em 46%.

Já a restauração da região obteve uma subida de 24%, de 10 a 16 de maio para 17 a 23 de maio, mantendo ainda uma quebra de 14% face a igual período de 2019.

Publicidade

E-goi

E-commerces apostam em web pushes para aumentar tráfego e engagement

Go Chill_Deixa-te ir

Go Chill com novo sabor Caramel Macchiato