in

70% dos portugueses que compram presentes de Natal online fá-lo por ser mais barato

Foto Shutterstock

De acordo com o estudo “Observador Cetelem Natal”, em 2021, aumenta a intenção de fazer as compras de Natal online (17% em 2021 versus 10% em 2020), sendo esta intenção mais visível junto dos mais jovens (32%) e dos inquiridos residentes na zona do Porto (33%). Importa, no entanto, referir que 54% dos portugueses indicou que já compra online.

Os principais motivos que levam os portugueses a fazer as compras de Natal online são o facto de  serem mais baratas do que nas lojas físicas (70%) e devido à rapidez e comodidade (63%). Uma parte dos portugueses inquiridos também mencionou que compra online porque procura um produto fora de Portugal (48%) e 42% fá-lo porque não tem tempo de ir às lojas. Já 26% alega que ainda não se sente seguro nas lojas físicas.

As compras de Natal são efetuadas, sobretudo, em marketplaces internacionais (60%), sites de marcas (55%),ou em sites agregadores/marketplaces de lojas em Portugal (32%).

No top 5 dos produtos que os inquiridos procuram comprar online este Natal, estão o vestuário e acessórios de moda (69%, mais 25 pontos percentuais que em 2020), os produtos culturais, livros, bilhetes, etc.  (58%), perfumes, maquilhagem e kits de bem-estar (37%, mais 19 pontos percentuais face a 2020), brinquedos (35%) e relógios, jóias ou canetas de marca (9%). Os inquiridos que farão compras online tencionam gastar, em média, 115 euros, um aumento de 5% face a 2020.

 

Outro lado da moeda

Se, para uns, as compras online são a primeira opção, por todas as vantagens associadas, para outros são a solução de último recurso. Questionados sobre o motivo pelo qual, este Natal, não procuram fazer as suas compras online, 32% reconhece que é pela falta de confiança e segurança.

Por outro lado, 28% menciona que simplesmente prefere ver/experimentar o que está a comprar e a mesma percentagem revela que não compra online por ter de esperar para receber os produtos. Já 17% afirma que considera o processo de compra complicado.

Publicidade

Leroy Merlin

Leroy Merlin abre novo espaço logístico na Mealhada

Salsicharia da Gardunha

Salsicharia da Gardunha oferece cabazes de alimentos a pessoas carenciadas