in ,

YouTube e Tik Tok são as aplicações mais usadas pelas crianças portuguesas

Um estudo da Kaspersky Safe Kids revela quais foram os conteúdos online que mais prenderam o olhar das crianças, entre os meses de junho e agosto. Nas férias de verão, o Tik Tok conseguiu superar o WhatsApp, na lista que revela o tempo despendido nas aplicações.

A popularidade do Instagram, entre as gerações mais jovens, desceu significativamente, enquanto que a da Eurovisão, que teve lugar no final de maio, cresceu, assim como a do videojogo Brawl Stars, que ultrapassou o Roblox.

Tendo em conta que o verão é o melhor momento para relaxar e procurar entretenimento, durante este período, as crianças têm mais tempo para visualizar conteúdos distintos: ver bloggers, jogar online e comunicar com os amigos. Neste âmbito, a Kaspersky analisou dados anónimos disponibilizados voluntariamente pelos utilizadores da Kaspersky Safe Kids, que dizem respeito a pesquisas feitas, aplicações mais populares em Android e categorias dentro dos websites. Este estudo teve como principal objetivo descobrir como se alteraram os interesses e as necessidades das crianças durante o verão.

Em Portugal, os conteúdos relacionados com software, áudio e vídeo representaram quase metade das visitas a websites (42,9%), seguindo-se de imediato as compras online (21,55%) e os videojogos (17,55%). Desta forma, verifica-se uma certa homogeneidade entre os vários países europeus, no que diz respeito a estes hábitos de utilização.

Este verão, as crianças portuguesas, que utilizam dispositivos Android, dedicaram a maior parte do tempo a pesquisas no Youtube (29,62%), seguindo-se o Tik Tok (18,17%), que conseguiu superar o WhatsApp (12,71%), acabando por ocupar o segundo lugar. Mesmo que de forma pouco acentuada, este padrão repercutiu-se a nível global, invertendo a tendência verificada entre novembro de 2020 e abril de 2021, em que o WhatsApp era líder de utilização.

No entanto, dentro do território ibérico, existiu uma discrepância face à utilização do Instagram: em Espanha, este ocupou o quarto lugar na lista de utilização dos mais pequenos, enquanto em Portugal a aplicação ficou em sétimo lugar, correspondendo a um valor percentual de 4,87%.

A nível mundial, as principais atividades que estão dentro do leque de interesses das crianças foram os vídeos e o Youtube, em particular as pesquisam relacionadas com videojogos (32,3%), sendo exemplos o walkthroughs e o Lets´s Play, vídeos que se destacam pelo jogador narrar a sua experiência enquanto joga. No jogo Lets´s Play, os jogadores mais populares a nível mundial foram os ingleses SSundee e MrBeast Gaming. No que concerne aos jogos mais populares entre as crianças, destaca-se o Minecraft (25,9%), o mais popular durante o verão, seguindo-se Brawl Stars (4,9%) e Roblox (4,6%).

 

Música

A segunda tendência-chave no universo juvenil foi a música. Quase um quinto das pesquisas no Youtube (18,4%) estiveram relacionadas com artistas e videoclipes. A canção apontada como a mais popular este verão foi Astronaut In The Ocean, do artista Masked Wolf, e os intérpretes mais procurados Ariana Grande e Lil Nas X.

Curiosamente, o Festival da Eurovisão também foi popular no seio das faixas etárias mais jovens. Os vencedores deste ano, o grupo italiano Maneskin, converteram-se numa das bandas de música adolescentes mais populares do mundo. As suas canções Beggin’ I wanna be your slave e a vencedora do festival, Zitti e buoni, foram as mais pesquisadas no Youtube.

Entre outras tendências da Internet, é ainda de destacar a popularidade dos novos brinquedos Simple Dimple e Pop It. A canção que promove este brinquedo tronou-se viral no Tik Tok, tendo conduzido ao surgimento de muitos comentários sobre estes jogos no Youtube.

A investigação evidencia que as crianças não mudam as suas preferências com frequência e continuam a ver o mesmo tipo de conteúdo, mesmo que os protagonistas se alterem. Por exemplo, os artistas de rock italianos Maneskin substituíram os BTS e o jogo Friday Night Funkin’ superou o Among Us. Os números revelam também que a música interessa mais às crianças do que os desportos, hoje em dia. Nem mesmo eventos mundiais, como o Euro 2020 ou os Jogos Olímpicos de Tóquio, conseguiram captar a sua atenção”, comenta Anna Larkina, especialista em análise de conteúdo web da Kaspersky.

Publicidade

Stout

Sagres lança edição limitada de cerveja Stout

DIA

Grupo DIA nomeia Vicente Trius Oliva como diretor independente