in

Whirlpool EMEA reduz em 11% o consumo de energia

Em linha com os resultados globais, a Whirlpool EMEA registou uma redução de 11% no consumo de energia e em 27% no consumo de água, enquanto as emissões de CO₂ diminuíram 11 pontos percentuais em relação a 2014.

Dados constantes no Relatório de Sustentabilidade 2015 que a Whirlpool acaba de publicar e que demonstram o compromisso com projetos que possam trazer valor tangível para as comunidades em que a empresa atua, através de uma abordagem integrada à sustentabilidade, tanto ambiental como social.

De acordo com as diretrizes G4 mais recentes da Global Reporting Initiative, o Relatório de Sustentabilidade Whirlpool 2015 concentra-se em áreas relevantes para a empresa e seus acionistas, identificadas através do diálogo e do processo de cooperação com as próprias partes interessadas. São três os objetivos estabelecidos para melhorar o desempenho, designadamente 90% de transparência total dos materiais utilizados em todos os novos produtos até 2020, a redução de 15% na utilização de energia e água na indústria transformadora a partir de 2014 e a geração de zero resíduos de aterro de fabrico até 2022.

No seguimento destas metas, em 2015, a Whirlpool Corporation conseguiu nas suas instalações uma redução líquida de uso de água e energia, emissões de CO₂ e produção de resíduos, incentivando também a reciclagem voluntária de produtos no final de seu ciclo de vida. Na região EMEA, o desempenho ambiental registado em relação a 2014 foi de menos 11% de consumo de energia, de 28,91 para 25,67 KWh por unidade produzida, uma poupança igual ao consumo médio de 30 mil casas; menos 27% de consumo de água, numa redução de 123,3 para 89,5 litros por unidade produzida e uma variação igual a 8% do consumo anual de água para uso doméstico em Itália; e menos 11% de emissões de CO₂, o que significa que a emissão de mais de 20mil toneladas de CO₂ foi evitada, o equivalente a três mil automóveis com uma quilometragem média de 30 mil quilómetros por ano.

Além disso, conseguiu-se menos 8% de produção de resíduos, o equivalente ao que é produzido em média por uma cidade de 50 mil habitantes.

Foi atribuída à operação da Whirlpool em Itália uma menção honrosa sobre a questão ambiental. A fábrica de Nápoles possui um sistema fotovoltaico que produz mais de 630 mil kWh por ano, aproximadamente 10% de suas necessidades elétricas, o que contribui para a economia de cerca de 500 toneladas de CO₂. Na fábrica de Siena, um sistema de recuperação de calor permite a reutilização de ar quente produzido por chillers de máquinas térmicas e compressores para aquecer certos locais e reduzir o uso de energia de sistemas de aquecimento.

O compromisso para uma gestão eficiente dos resíduos não se limita aos processos industriais e engloba a esfera dos produtos. No início de outubro, a Whirlpool Corporation assinou uma parceria com o sistema de rotulagem padronizado “How2Recycle” (como reciclar), que oferece aos consumidores instruções simplificadas sobre como reciclar melhor os materiais de embalagem dos produtos.

Paralelamente, os territórios em que a Whirlpool opera são o foco das atividades de relacionamento com a comunidade, onde os funcionários desempenham o papel de protagonistas. Um em cada três funcionários são voluntários e contribuíram 316.500 horas de voluntariado. Na EMEA, foram 60 mil as horas que os colaboradores Whirlpool doaram em atividades sociais em 2015, 110 as associações sem fins lucrativos apoiadas, 470 mil euros os fundos alocados e 2.500 os equipamentos doados. Mais de 55 mil pessoas beneficiaram diretamente dessas ações concretas na esfera social.

Em Portugal, destaca-se a doação de eletrodomésticos no valor de 10 mil euros para auxiliar as famílias afetadas pelos incêndios que decorreram no arquipélago da Madeira, em agosto, entre outras doações feitas a diversas instituições nacionais.

Publicidade

ASAE apreende mais de 27 toneladas de produtos da pesca

Actimel lança campanha de Natal com a participação do humorista António Raminhos