in

Vendas e lucros da Kellogg em crescimento

Foto Shutterstock

A empresa norte-americana Kellogg fechou os primeiros nove meses do ano com um volume de negócios de 9.329 milhões de euros, o que representa um aumento de 4,4% face ao mesmo período do ano passado.

Da mesma forma, o lucro líquido da multinacional alimentar cresceu 0,9%, entre janeiro e setembro, totalizando 914,7 milhões de euros.

Relativamente ao terceiro trimestre, as receitas da Kellogg atingiram os 3.140 milhões de euros, mais 5,6%, enquanto o lucro l diminuiu 11,8%, para os 266,2 milhões de euros.

 

4.º trimestre

Estou incrivelmente orgulhoso de como a nossa organização tem atuado num ambiente operacional extremamente difícil, marcado por estrangulamentos e escassez em toda a economia e inflação de alto custo“, afirma o presidente e CEO da Kellogg, Steve Cahillane.

O executivo prevê que esta situação se mantenha a curto prazo. “Estas condições comerciais não serão mais fáceis no quarto trimestre, especialmente com o desafio adicional de uma atual disrupção laboral”.

Steve Cahillane destaca, no entanto, a dinâmica da empresa, particularmente nas suas maiores marcas de snacks e de alimentos congelados e nas suas operações em mercados emergentes. “Continuaremos a navegar através dos desafios da oferta, com vista a manter um crescimento financeiro equilibrado ao longo do tempo“, conclui.

Publicidade

Alle Wine

Startup portuguesa lança app para impulsionar mercado do enoturismo

corona-4938929

Os comportamentos de consumo que mais mudaram na pandemia