Foto Shutterstock
in

Vendas do E.Leclerc em crescimento

O grupo francês de distribuição E.Leclerc faturou 40.120 milhões de euros, em 2019, no conjunto dos países onde opera, onde se inclui o mercado português, num crescimento de 2,9%.

Em França, mercado de origem e o mais importante para o grupo liderado por Michel Edouard Leclerc. As vendas totalizaram 38.850 milhões de euros, crescendo 2,9%. Considerando o negócio dos combustíveis, as vendas domésticas alcançaram os 48.200 milhões de euros, o que representa um aumento de 3,4%. “Apesar do contexto económico difícil, o E.Leclerc consolidou a sua posição como líder em França, com uma quota de mercado de 21,6% e uma subida de 0,4 pontos num ano”, pode ler-se no comunicado.

Os hipermercados continuam a ser o principal ativo do grupo, tendo contribuído com 58,4% para o crescimento. Nesse sentido, as lojas físicas continuam a ser o principal canal de venda do E.Leclerc, tendo a sua faturação aumentado 2,2%.

Não obstante, as vendas online, incluindo o serviço Drive, já contribuíram com 23,8% para o aumento da faturação e cresceram 8,6%. Atingiram a marca dos 3.500 milhões de euros, valor que leva Michel-Edouard Leclerc, presidente do grupo, a afirmar taxativamente “não ter medo da Amazon”. Na segunda metade deste ano, o grupo irá lançar um portal unificado sob a sua marca para as várias ofertas comerciais.

O que está a mudar no packaging?

Vinhos da Península de Setúbal registam aumento global de produção de 5%