in ,

Vendas de livros em Portugal caem 65,8%

Foto Shutterstock

Na semana de 16 a 22 de março, as vendas de livros caíram 65,8% em Portugal, dois terços do valor por comparação com o mesmo período do ano passado.

Os dados são da consultora GfK, que confirma uma queda abrupta das vendas com o agravamento da situação epidemiológica causada pela Covid-19 no país e no mundo. Foram vendidos menos 121,6 mil livros, o que representa um recuo de 1,6 milhões de euros no mercado total.

As livrarias e espaços dedicados à venda de livros foram os estabelecimentos mais atingidos, com uma descida de 73% nas vendas. Nos hipermercados, a redução foi mais suave mas, ainda assim, de 40%.

António Salvador, diretor geral da GfK Portugal, alerta que, “a continuar assim, será a pior crise que alguma vez existiu neste mercado”.

A categoria com a quebra mais significativa nas vendas foi a de Vida Prática/Lazer/Atualidades, com uma descida de 75% nas vendas. Seguem-se as categorias Infantil/Juvenil (-64%) e Literatura (-58%).

Publicidade

Logística europeia pede ajuda a Bruxelas para a liquidez das empresas do sector

produtos do mar

Aumenta procura por peixe e derivados processados, pré-embalados e congelados