in

Vendas da Sonae crescem 0,8% em 2015

A Sonae atingiu no final de 2015 um volume de de 5.014 milhões de euros, mais 0,8% que em 2014, em virtude, principalmente, do desempenho positivo dos negócios de retalho.

No retalho alimentar, o volume de negócios da Sonae MC ascendeu a 3.490 milhões de euros, representando um aumento de 0,8% quando comparado com 2014. No quarto trimestre, esse crescimento foi ainda mais robusto, atingindo 1,8%.

Durante o ano, a Sonae MC concretizou a abertura de 11 lojas Continente Bom Dia, duas lojas Continente Modelo e 65 lojas Meu Super, o modelo de franquia de retalho alimentar. A expansão do parque de lojas beneficiou o desempenho do volume de negócios e contribuiu para aumentar a exposição da Sonae MC a formatos de conveniência.

Durante o último ano, a Sonae MC reforçou também a sua expansão internacional, tendo firmado com o Fathima Group o primeiro acordo internacional de franquia, com o objetivo de estabelecer o hipermercado Continente nos Emirados Árabes Unidos em 2017. Ao mesmo tempo, a atividade de “wholesale” das marcas da Sonae MC continuou a crescer, alcançando cerca de 30 países no final do ano.

Em Portugal, foram efetuadas remodelações para implementar o conceito “2020 hypermarket of the future”, com oito dos 40 hipermercados parcialmente ou totalmente renovados no final de dezembro de 2015. Adicionalmente, desenvolveu-se um novo conceito de loja para as lojas Continente Bom Dia, que tem sido implementado em novas lojas e algumas remodelações.

No retalho especializado, o volume de negócios da Sonae SR atingiu 1.294 milhões de euros, em 2015, aumentando 0,4% quando comparado com 2014, motivado pelo impacto positivo da unidade internacional, que beneficiou do desempenho da Worten e da Sport Zone em Espanha. As vendas por metro quadrado da Sonae SR continuaram a melhorar, alcançando um crescimento médio de 4,1%.

Como principais concretizações de 2015, destacam-se o aumento do EBITDA da Worten em Espanha que, para além da melhoria das condições macroeconómicas no país, traduz as medidas implementadas durante os últimos trimestres, que incluem a otimização do parque de lojas e a expansão do novo conceito de loja, suportado pelo omnicanal. A Zippy também prosseguiu a expansão internacional através de uma abordagem “capital light”, tendo no último ano entrado no Equador, Chipre, Curdistão, Líbia, Tunísia e nas Filipinas, terminando o ano com 50 lojas fora da Península Ibérica, em 22 países distintos. Por fim, foi realizada a aquisição da Losan, em novembro, uma empresa com uma forte presença internacional, sediada em Espanha e especializada em vestuário de criança, que vai permitir à Sonae SR fortalecer as suas competências no negócio de “wholesale” e na cadeia de abastecimento.

O investimento total realizado atingiu os 300 milhões de euros em 2015. Os negócios da Sonae prosseguiram com a expansão das suas atividades e reforçaram a sua presença global através de crescimento orgânico e aquisições, sendo de realçar as aquisições de participações na Ulabox (“e-commerce”), Makenotes (papelaria), Elergone (serviços energéticos) e Losan (“wholesale” de moda). “O ano de 2015 foi globalmente positivo para a Sonae. Os progressos alcançados ao longo das principais linhas estratégicas foram relevantes e os resultados obtidos nos negócios, embora díspares, foram bons. Fizemos uma importante mudança organizacional, que permitiu conferir aos diferentes negócios muito maior autonomia e foco estratégico, aumentando também a flexibilidade e agilidade necessárias para fazer face às cada vez mais frequentes alterações do enquadramento. Dotámos as novas unidades de negócio que identificámos com maior potencial, com os recursos necessários para abrirem avenidas de crescimento, nomeadamente em sectores como a saúde e bem-estar, a tecnologia, a cibersegurança ou o negócio internacional de base alimentar”, comenta Ângelo Paupério, co-CEO da Sonae.

Publicidade

Publicidade

Limiano Segredo do Pastor com promoção para a Páscoa

Inês Condeço é a nova diretora de marketing da Fnac