in

Vendas da Primark penalizadas pelas restrições associadas à Covid-19

Foto Wozzie/Shutterstock

As vendas da Primark ficaram abaixo das expectativas, no último trimestre, penalizadas pelas restrições associadas à Covid-19, nos seus principais mercados, de modo a controlar a disseminação da variante Delta.

De acordo com a Reuters, as ações da Associated British Foods, o grupo proprietário da cadeia de moda, caíram 3,4% após ter projetado que as vendas comparáveis da Primark no seu quarto trimestre, concluído a 18 de setembro, tenham descido 17% face ao homólogo de 2019. O Reino Unido e Espanha, os dois principais mercados para a cadeia de moda, foram fortemente atingidos.

 

Perspetivas

O diretor financeiro John Bason reitera que a Primark manteve a sua quota de mercado e que está otimista quanto à época de Natal. O grupo reviu em alta as suas perspetivas para o exercício de 2020/2021, reflexo das fortes margens de lucro no negócio da moda e do desempenho robusto das suas divisões alimentares.

Publicidade

Quinas

Cerveja Quinas chega às lojas do Continente

Yoyoso

Yoyoso chega à Madeira