in

Vendas da Danone em queda

A Danone faturou, nos primeiros nove meses do ano, 16.589 milhões de euros, o que representa um decréscimo de 2,6% face ao período homólogo em que havia faturado pouco mais de 17 milhões de euros.

Apesar disto, em termos comparáveis, as vendas cresceram 3,2%. As águas e os produtos lácteos frescos foram as categorias que registaram maior queda em termos absolutos, 4,8% e 3,8% respetivamente.

Considerando as diferentes áreas geográficas em que opera, a Danone faturou menos 3% em termos absolutos na Europa, enquanto a queda na América do Norte e nos países da antiga órbita soviética foi de 2,2%. Já a região que engloba Ásia, América Latina, África e Médio Oriente registou um decréscimo de 2,5%.

No que diz respeito ao terceiro trimestre, as vendas da companhia francesa caíram 1,8%, para 5.537 milhões de euros, em comparação com os 5.641 milhões registados no mesmo período de 2015. No entanto, o volume de negócios em valores comparáveis recuperou 2,1%. “No terceiro trimestre demos prioridade à transformação do nosso modelo de negócio para um crescimento sustentável e rentável“, explica o CEO da Danone, Emmanuel Faber, que destaca ainda que o atual estado da economia chinesa, como um fator influenciador nos resultados globais, “está a afetar negativamente o nosso crescimento de vendas“.

Publicidade

So Food So Good regressa à Exponor

Amazon Premium lança Twitch Prime