in

Lucro da Johnson & Johnson cresce 22,9% no 3.º trimestre

Foto Shutterstock

A Johnson & Johnson registou um lucro líquido de 4.833 milhões de dólares (4.389 milhões de euros), no terceiro trimestre, o que equivale a um aumento de 22,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

A faturação da empresa, entre julho e setembro, foi de 20.729 milhões de dólares (18.833 milhões de euros), o que significa um avanço de 1,9%.

A divisão de produtos farmacêuticos registou uma receita de 10.877 milhões de dólares (9.882 milhões de euros), 5,1% mais, seguida pela área de dispositivos médicos, que caiu 3,1%, para 6.383 milhões de dólares (5.799 milhões de euros). Já o negócio de produtos de consumo aumentou 1,6%, para 3.469 milhões de dólares (3.151 milhões de euros). “Os nossos resultados do terceiro trimestre representam um sólido desempenho, liderado pelo crescimento competitivo subjacente das divisões de produtos farmacêuticos e dispositivos médicos, bem como pela otimização contínua dos nossos negócios de produtos de consumo“, explicou o presidente e CEO da Johnson & Johnson, Alex Gorsky.

Em relação aos gastos, o custo dos produtos vendidos avançou 4,2%, para 6.867 milhões de dólares (6.238 milhões de euros), enquanto o gasto em atividades de vendas, marketing e administrativas foi reduzido em 3%, até 5.374 milhões de dólares (4.882 milhões de euros). Entre julho e setembro, o custo das atividades de pesquisa e desenvolvimento avançou 3,6%, para 2.599 milhões de dólares (2.361 milhões de euros).

Nos nove primeiros meses de 2019, o lucro líquido do multinacional norte-americana cresceu 15,8% em relação ao mesmo período do ano anterior, chegando a 14.1898 milhões de dólares (12.890 milhões de euros), após um aumento na faturação de 0,2%, para 61.312 milhões de dólares (55.696 milhões de euros).

Grupo Bimbo doa mais de 1,5 milhões de fatias de pão a bancos alimentares

83,5% dos portugueses consideram que têm uma alimentação saudável