in

Twitter aceita oferta de compra de Elon Musk no valor de 44 mil milhões de dólares

Foto Rokas Tenys/Shutterstock.com

O Twitter aceitou a oferta de compra de Elon Musk, CEO da Tesla, no valor de 44 mil milhões de dólares, cerca de 41,2 mil milhões de euros. Nos termos do acordo, os acionistas do Twitter receberão 54,20 dólares, cerca de 50,11 euros, por cada ação do Twitter detida no fecho da transação.

O preço de compra representa um adicional de 38% face ao preço de fecho das ações do Twitter, em 1 de abril de 2022, o último dia de negociação antes de Elon Musk revelar a uma participação de cerca de 9% na rede social.

“O conselho de administração do Twitter conduziu um processo ponderado e abrangente, para avaliar a proposta de Elon Musk, com um foco deliberado no valor, certeza e financiamento. A transação proposta gerará um prémio substancial em dinheiro e acreditamos que é o melhor caminho para os acionistas do Twitter”, afirma Bret Taylor, presidente independente do conselho de administração da plataforma.

 

Termos

A transação, que foi aprovada por unanimidade pelo conselho de administração do Twitter, deverá ser concluída ainda em 2022, sob reserva da aprovação dos acionistas, da receção das aprovações regulamentares aplicáveis e do cumprimento de outras condições habituais de encerramento.

As negociações das ações da rede social estão suspensas no Nasdaq. Com esta transação, que, de acordo com a Reuters, será feita em dinheiro, o Twitter deixa de ser cotado em bolsa. O seu fundador, Jack Dorsey, que se afastou do comando da plataforma em 2021, mas mantém lugar no conselho, já elogiou decisão do Twitter voltar a ser uma empresa fechada, sem influência da bolsa de valores.

Foi no início de abril que Elon Musk adquiriu uma participação de cerca de 9,2% a rede social. Pouco tempo depois, estava a fazer uma proposta de 43 mil milhões de dólares, cerca de 40 mil milhões de euros, para ficar com a totalidade do capital.

A oferta foi agora elevada para 44 mil milhões de dólares e, para o acordo ser fechado, Elon Musk terá de se desfazer de 21 mil milhões de dólares, cerca de 19,412 mil milhões de euros da sua fortuna, e obter o restante através de financiamento.

O valor é superior ao que foi pago, por exemplo, pelo Facebook na compra do WhatsApp, em, 2014, e do Instagram, em 2012.

 

Futuro do Twitter

Há já algum tempo que Elon Musk, que é um utilizador ativo do Twitter, com mais de 84 milhões de seguidores, tem tecido críticas ao algoritmo e moderação da plataforma. Os ativistas políticos acreditam que, doravante, passará a haver menos controlo nas publicações e que alguns utilizadores que, entretanto, foram banidos, como o antigo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, poderão voltar.

Em comunicado, Elon Musk defende que “a liberdade de expressão é a base de uma democracia funcional e o Twitter é a praça pública digital onde são debatidas questões vitais para o futuro da humanidade”, acrescentando ser seu objetivo que “o Twitter seja melhor do que nunca, melhorando o produto com novas funcionalidades, tornando os algoritmos de fonte aberta para aumentar a confiança, derrotar os bots de spam e autenticar todos os humanos. O Twitter tem um enorme potencial. Estou ansioso para trabalhar com a empresa e a comunidade de utilizadores para desbloqueá-lo”.

 

Publicidade

Vinhos

Concurso Vinhos de Portugal recebe maior número de inscrições de sempre

Mercadona

Mercadona compra 500 milhões de euros a 900 fornecedores portugueses