Assistentes de voz
Foto Shutterstock
in ,

Transações através de assistentes de voz das Smart TV aproximam-se dos 500 milhões de dólares em 2023

Um novo estudo da Juniper Research descobriu que os gastos através de Smart TVs ativados por assistentes de voz atingirão quase 500 milhões de dólares, em 2023, num aumento acentuado face aos 126 milhões de dólares esperados em 2021.

Este crescimento reflete a forma como os assistentes de voz estão a tornar-se portais de vendas e como as Smart TVs trarão um elemento visual importante para as compras por assistentes de voz.

O novo estudo “Voice Assistants: Monetization Strategies, Competitive Landscape & Market Forecasts 2021-2026” observa que, embora os smartphones continuem a ser dominantes em termos de utilização, outras plataformas vão crescer em importância, à medida que prossegue a procura pela rentabilização dos assistentes digitais. O estudo observa que as Smart TVs serão significativas nesta questão, uma vez que podem impulsionar as compras e adicionar-lhes contexto visual, um elemento que falta do comércio só de voz.

 

Rentabilização

Mesmo com o foco da indústria tecnológica nas colunas inteligentes, apenas 12% das famílias em todo o mundo terá um destes equipamentos até 2023. Em contraste, a Juniper Research perspetiva que, nessa altura, 72% dos smartphones utilize assistentes de voz. No entanto, as colunas inteligentes incentivam a um uso mais consistente e oferecem uma rentabilização mais direta do que os smartphones, que potenciam o m-commerce “convencional”, sem envolvimento do assistente de voz.

Apesar disso, o relatório observa que as maiores oportunidades de rentabilização por assistentes de voz estão no espaço IoT mais amplo, onde o comércio e os serviços dependentes do contexto podem ser implantados, seja através de dispositivos domésticos inteligentes, seja da utilização de assistentes de voz para automóveis. No entanto, com os smartphones frequentemente utilizados para a conectividade no veículo, o crescimento dedicado do assistente automóvel será lento, com apenas 27 milhões de pessoas previstas para 2026.

Publicidade

Vindima

Produção mundial de vinho em 2021 estará em mínimos históricos

Sustentabilidade

Tecnologia pode reduzir pegada ecológica do sector do retalho e abrir portas a um futuro mais “verde”