in ,

The Independente Collective e Sogrape inauguram primeiro branded hostel do mundo

É uma nova etapa que se inicia na vida do vinho do Porto com a abertura do projeto The House of Sandeman Hostel & Suites.

A The Independente Collective e a Sogrape abriram, com a chancela da marca Sandeman, o primeiro “branded hostel” do mundo, localizado no edifício das Caves Sandeman, um ponto de referência em Vila Nova de Gaia e para o turismo do Porto, junto ao Rio Douro e à Ponte D. Luís, com uma vista aberta sobre a zona ribeirinha. “Este projeto é o fruto de quase quatro anos de trabalho. Quando uma empresa como a Sogrape dá o primeiro passo e convida um jovem grupo como o nosso, no sentido de revolucionar uma categoria tão acarinhada, mas igualmente tradicional, a expectativa e o entusiasmo chegam de mãos dadas com o respeito e o profissionalismo. Uma parceria desta natureza não nasce da noite para o dia. Tem de ser muito bem pensada e muito bem preparada. Hoje, é um dia especial para ambas as empresas e, se tudo correr como acreditamos, será também um dia bastante especial para o vinho do Porto, em particular para a marca Sandeman”, refere Bernardo d’Eça Leal.

De acordo com Manuel Guedes, administrador da Sogrape responsável pela área de enoturismo, a abertura do The House of Sandeman Hostel & Suites insere-se numa estratégia integrada para elevar a experiência Sandeman muito além do próprio vinho do Porto. “Pretendemos criar para Sandeman um roteiro de emoções únicas, num ambiente sofisticado e simultaneamente descomprometido. Depois da remodelação das caves, a experiência de mergulho no universo da marca prolonga-se agora com a oportunidade de dormir onde tudo acontece”. Recorde-se que, para além destes, os espaços Sandeman Terrace (Gaia) e Sandeman Chiado (Lisboa) ou a Quinta do Seixo (Douro) são outros projetos de enoturismo que a Sogrape tem associados ao vinho do Porto e à marca Sandeman.

O novo hostel conta com cerca de 12 suites e 43 camas de hostel em quatro camaratas, com uma capacidade total para 67 hóspedes. A receção, que é também um bar, é o centro nevrálgico deste espaço e o ponto de partida para o primeiro contacto com o estilo de vida, valores e história da marca Sandeman. Com uma decoração peculiar, o espaço apresenta os elementos originais em madeira, como vigas, pilares e janelas, e integra tons de cinza e outros materiais: couro, tapeçaria e tijoleira. O balcão onde é feito o check-in é um bar e o espaço alberga ainda uma cozinha comum totalmente equipada.

Nas camaratas é possível admirar os arcos e paredes em granito, as vigas de madeira originais e algumas paredes cobertas de cortiça. Os beliches são peças originais criadas em exclusivo para o espaço e inspiram-se nas pipas de vinho do Porto. Para maior comodidade dos visitantes, os colchões das camas do hostel têm um tamanho 30% superior ao praticado e cada cama possui candeeiro de leitura e cortina para maior privacidade. Cada camarata inclui ainda duas a quatro casas de banho completas, em formato de quarto de hotel, que incluem gel-de-banho e champô para utilização dos hóspedes, os quais recebem também uma toalha, tudo incluído no preço.

As suites continuam a aliar aos elementos originais do edifício peças decorativas ligadas à marca Sandeman e à cidade do Porto, muitas delas provenientes do espólio original da própria marca. Cada suite inclui casa-de-banho privativa e nove das 12 contam com vista para o rio Douro e zona da Ribeira, Património UNESCO Mundial da Humanidade.

Para visitar a zona envolvente, o The House of Sandeman Hostel & Suites dispõe de bicicletas para aluguer, feitas em parceria com a histórica Órbita.

Além do Hostel & Suites, há também o The George Restaurant & Terrace, um espaço de restauração que conta atrair viajantes e locais e onde se pretende fugir aos tradicionais bares de vinho do Porto, com referências a garrafeiras, caixas de vinho e ambientes escuros e oferecer um ambiente fresco e confortável. No The George é prestada homenagem a George Sandeman, fundador da marca em 1790. Os paladares são os típicos do norte do país, com espaço para novas interpretações. O conceito gastronómico é da autoria do chef Pedro Limão e consiste numa uma viagem pelo rio Douro até à foz, numa cozinha tradicional inspirada no Douro vinhateiro e seus produtos e paladares.

Em complemento ao The George, existe ainda um espaço de cafetaria operacional durante o dia, mas que de noite se reinventa como bar à beira-rio. O espaço possui uma carta de bebidas e petiscos, mas o foco são os cocktails de autor, que introduzem novas formas de degustar o vinho do Porto, tal como novas propostas de mixologia.

Lá fora, o terraço com o contentor Sandeman vai continuar a servir os seus cocktails habituais à base de vinho do Porto, assim como sangrias e alguns petiscos. No segundo andar do restaurante encontra-se uma sala de eventos que oferece vistas para a cidade do Porto, além de cozinha própria e capacidade para cerca de 50 pessoas sentadas.

Paralelamente à abertura do The House of Sandeman Hostel & Suites, as Caves Sandeman tomaram o desafio de redimensionar o seu produto turístico e adequar a sua oferta às expectativas dos visitantes. Enquanto caves tradicionais, verdadeiro local de trabalho e de envelhecimento de vinho do Porto desde 1811, as remodeladas Caves Sandeman compreendem agora o novo “The Sandeman Hall”, que integra um espaço museológico, de acesso livre, e que permite conhecer grande parte do património histórico e cultural da marca, bem como uma exposição sobre a história da mesma, com curadoria do Arquivo Histórico da Sogrape. No espaço renovado do auditório, é agora exibido um novo vídeo sobre a marca, a gama e a região do Douro, estando disponível em nove idiomas (português, inglês, francês, espanhol, italiano, alemão, japonês, russo e mandarim), por forma a melhor receber e comunicar com as quase 100 diferentes nacionalidades do total de 140 mil visitantes que anualmente visitam as caves.

Publicidade

SantoseVale abre novo serviço para a Galiza

Alibaba continua a expandir modelo de Novo Retalho